Musica em SP!

Fala galera! Fabio Nasci aqui pra comandar mais uma vez a coluna musical do blog. Nessa edição vamos conferir uma entrevista coma uma banda que ta despertando os ouvidos de muita gente no Brasil inteiro, vamos conferir os shows que rolam no Brasil esse ano e pra fechar uma agenda de shows que rola em SP no Fds! Boa leitura a todo e até a proxima.   ( @FabioNasci )

ENTREVISTA COM A PLASTIC FIRE

Hoje vamos descobrir um pouco mais sobre uma banda que vem conquistando fãs onde passam, tenho certeza que muitos já conhecem ou ouviram falar. A banda ta fazendo shows no Brasil inteiro, a agenda dos caras ta sempre cheia de datas e lugares, fazendo um Hard Core muito bem feito, refrões explosivos e esgoelados por ‘’milhares’’ de fãs. Essa é a Plastic Fire, banda carioca que esta ficando cada dia mais nacional, banda sem lugar. Todo FDS em um lugar diferente. Vou conversar um pouco como o Reynaldo, vocalista da banda!

SPNQSC – Como surgiu a Plastic Fire e com quais influências?

REYNALDO – a PLASTIC FIRE é, essencialmente, uma banda de amigos e, como bons amigos que já éramos desde o começo, nos conhecemos na escola. Fim do segundo grau, enchendo a cara nas praças da vida e fazendo piada de tudo. Entre um gole e outro de TOMBA (“drink” feito a base de cachaça e suco em pó) e, como não levávamos aquela vida de pinguços “muito” a sério, preferimos cair no rock. Decidimos começar tocando um monte de músicas dos outros (hardcore 90’s sempre, sempre, sempre, variando apenas entre uns “Ramones e Iron Maidens” da vida), basicamente Dead Fish, Noção de Nada, Street Buldogs, Reffer, NoFunAtAll, Satanic Surfers, e coisas do gênero, que ouvimos e tocamos até hoje.

SPNQSC – Fala um pouco pra gente como anda a cena ai no Rio De Janeiro? Afinal é um estado que sempre revela boas bandas.


REYNALDO –  a cena aqui no RJ, em si, é exatamente igual ao que podemos observar em um monte de lugares: bandas muito legais, com pouca estrutura pra tocar e menos gente ainda indo aos shows (seja lá pelos mais diversos e idiotas motivos possíveis que vão desde o ‘’ingresso’’, que é em média de5 a 10 reais até o youtube). E pra piorar a situação, quase ninguém anda querendo fazer nada para reverter a situação, seja por parte das bandas, do público ou de quem organiza os shows. Mas, assim como cada lugar tem as suas coisas em comum, cada lugar tem as suas peculiaridades: aqui no RJ tem um monte de gente que não se ajuda e que só reclama de tudo, ao invés de “meter a mão na massa” e tentar fazer algo por onde, seja por si mesmo ou até pela tão famigerada “cena”. Aliás, acho que isso também não é exclusividade nossa, NE…auauhauhauh! Acho que, tanto na cena quanto no mundo em geral, as pessoas e as bandas tem que ter mais o costume de se mobilizarem, se ajudarem e não apenas “tocar por tocar” ou até muito menos ainda “pagar pra tocar”, se é que me faço entender…é isso…

SPNQSC –  E como foi a tour no nordeste e qual foi a impressão de vocês sobre o público nordestino?

REYNALDO – cara, sinceramente, resumindo cada dia dessa turnê em uma única palavra: M-A-R-A-V-I-L-H-A! Foi tudo perfeito, lugares lindos, pessoas amadas, rocks organizados e produzidos por amigos e bandas amigas que fizeram cada instante valer muito a pena! Até os “perrengues” firam ultrasuaves… Resumindo: 9 shows em 7 estados diferentes, muito suor e energia pulsando por cada poro, sorrisos, abraços e um passo mais do que fundamental em nossa história! Um verão lindo e primoroso em nossas vidas, que só não vai deixar mais saudade porque já pretendemos voltar em MUITO breve! Ah, e quanto ao público? Muitos amigos e MUITA MAS MUITA INSANIDADE MESMO! DÁ UMA OLHADA AQUI SÓ, Ó:

http://www.youtube.com/watch?v=XWlwr06q8D8

SPNQSC – Explica pra galera como que é o universo interno da banda, amizade, historias…?

REYNALDO – ter uma banda e não fundamentá-la em conceitos básicos essenciais para a humanidade (amizade, felicidade, esforço, trabalho etc), na minha opinião, é transformar algo maravilhoso e único em um simples e mero sub-emprego de 9:00 às 17:00. Ninguém na banda é “músico”, ou seja, não vivemos “DE” música. Somos uma banda “iniciante” e “amadora”, apesar dos “feitos” e do “algum tempo” na estrada. Mas somos bastante sinceros com o que fazemos, e o que fazemos? Vivemos a banda “PARA” a música, por amor àquilo que somos quando ensaiamos, tocamos ou quando compomos uma nova canção. Somos amigos até o fim e sim, brigamos, nos xingamos, nos odiamos e nos resolvemos, como os melhores amigos devem fazer!
SPNQSC – O “A última cidade livre” alcançou as expectativas da banda? E como rolou a produção do disco?


REYNALDO – alcançou sim e continua alcançando sempre mais e mais e além! O disco foi gravado, produzido e finalizado no ESTÚDIO SUPER FUZZ, pelo nosso grande amigo e mestre Gabriel BIL Zander, figura carimbada do HC nacional (NOÇÃO DE NADA, DELUXE TRIO, ZANDER). O BIL acompanhou e ajudou-nos em todo o processo dessa caminhada que é fazer um disco e o resultado nos agradou e muito!

SPNQSC – Dei uma entrevista esses dias e me fizeram uma pergunta que vou fazer a vocês. Qual a atual impressão de vocês sobre o “underground” nacional?


REYNALDO –  queria saber o que vc respondeu, preu copiar e colar aqui… uhauhauhauhuahuah! tenho MUITAS impressões sobre o underground, algumas eu já até falei quando “revisitei” a cena do RJ, mas o que faltou comentar aqui: acho que as pessoas podem e devem tentar fazer o espírito do rock, principalmente o do hardcore, voltar a tona: a parada é o bom e velho “faça você mesmo”: monte sua banda, chame seus amigos pro seu playground, divulgue seu som, corra atrás de um lugar pra tocar, vá aos shows, faça cada um a sua parte. Reclamar apenas não muda nada, o mais importante de tudo é FAZER AO INVES DE APENAS RECLAMAR!
SPNQSC – Quais são os próximos passos da banda?


REYNALDO – bom, vamos tentar fazer a maior quantidade de shows possíveis esse ano, e o que rolar vai ser sempre bem vindo. Temos alguma surpresas vindo por ai e já já agente avisa e divulga, mas o que podemos falar é que já já tem coisa nova pra ouvir (e quem sabe pra ver) na praça! AGUARDEMMMMMMMMMM….

SPNQSC – Adorei o som de vocês, realmente é uma banda que ainda vai dar muito que falar. Parabéns pelo som, pela entrevista, pela contribuição para tornar a cena cada vez mais forte e espero dividir palco com vocês um dia desses. Deixa um recado pra galera do blog?


REYNALDO – cara, a gente só tem a agradecer de coração pela entrevista e a lembrar sempre que FAZER-SE É O QUE VALE NISSO TUDO! seja um site, um blog, uma banda, um poema, um zine, uma charge….seja lá o que for, FAZER PARTE, pela amizade, pelo amor a música, pelos amigos (pq fã é coisa do diabo!) e por si mesmo, lógico. Estar nessa pela verdade e sinceridade dum sorriso que mata a saudade de ANOS, estar junto apenas com e por um olhar… ISSO É FODA DEMAIS! eu, em nome da banda, só tenho a agradecer de coração o interesse e a oportunidade aqui nos dada! E vamos q vamos pq o site ta o rock!!! Nos vemos nos rocks! Abraços a todos e saúdes mil!
SPNQSC – Deixa uns links pra divulgação, obrigado galera.

FOTOLOG: http://www.fotolog.com.br/plasticfire

TODOS OS LINKS AKI: http://meadiciona.com/PLASTICFIRE

NOTICIAS

Planeta Terra confirma Interpol, Broken Social Scene, Goldfrapp e White Lies

As bandas Interpol, Goldfrapp, Broken Social Scene e White Lies foram confirmadas no festival Planeta Terra, que acontece no Playcenter,em São Paulo, em 5 de novembro.

As atrações brasileiras Criolo, The Name e Garotas Suecas fecham o line-up do evento, que já havia anunciado The Strokes, Beady Eye, Peter Bjorn and John e Toro Y Moi.

Os ingressos para o Planeta Terra se esgotaram menos de 24h após o início das vendas,em junho. Abanda inglesa The Vaccines, confirmada para o festival, cancelou a apresentação após ser convidada para abrir os shows da turnê do Arctic Monkeys no Reino Unido.

A edição do ano passado do festival Planeta Terra, que contou com Smashing Pumpkins, Pavement, Phoenix, e Of Montreal entre suas atrações, teve seus 20 mil ingressos esgotados dois meses antes do evento.

 Fonte:  Folha

Pearl Jam fará uma série de shows no Brasil em novembro

A produtora Time for Fun nesse semestre quatro shows do Pearl Jam no Brasil. A banda liderada por Eddie Vedder retorna ao país em novembro com a turnê que celebra os 20 anos da banda de grunge.

As apresentações estão marcadas para São Paulo  (dia 4, no Morumbi), Rio (6, na Apoteose), Curitiba  (9, no estádio do Paraná Clube) e Porto Alegre (11, no Estádio do Zequinha).

Os ingressos para os shows serão vendidos para o público em geral a partir de 1º de agosto pelo site da Tickets For Fun (www.ticketsforfun.com.br), pelo telefone: 4003-5588 ou pelas bilheterias oficiais.

O Pearl Jam foi formado em Seattle em 1990.  O grupo é formado por Eddie Vedder (vocal e guitarra), Jeff Ament (baixo), Stone Gossard (guitarra) e Mike McCready (guitarra). O baterista Matt Cameron se juntou ao grupo em 1998 após sair do Soundgarden.


A banda americana já vendeu cerca de 60 milhões de álbuns ao redor do mundo. Dentre seus hits estão “Black”, “Jeremy”, “Even flow” e “Alive”.

Veja os valores das apresentações abaixo:

Pearl Jam no Brasil

São Paulo (Estádio do Morumbi)
Pista – R$ 190
Cadeira Inferior A – R$ 340
Cadeira Inferior B – R$ 340
Cadeira Inferior B (PNE) – R$ 340
Cadeira Superior Azul Premium – R$ 380
Cadeira Superior Laranja – R$ 380
Arquibancada Azul – R$ 240
Arquibancada Vermelha – R$ 240
Arquibancada Vermelha Especial – R$ 240
Arquibancada Laranja – R$ 240

Rio de Janeiro (Apoteose)
Pista 1 – R$ 350
Pista 2/Arquibancada – R$ 250

Curitiba (Estádio do Paraná Clube)
Pista 1 – R$ 300
Pista 2 – R$ 200
Cadeira Descoberta – R$ 220
Cadeira Coberta – R$ 250
PNE – R$ 100
Arquibancada – R$ 100

Porto Alegre (Estádio do Zequinha)
Pista – R$ 180
Arquibancada – R$ 150
Cadeira – R$ 200

Fonte: G1

Agenda Cultural pro FDS

29/07/2011 19:00

Alison4, Velocette, Flat Fun e Story 

Hangar 110 – R. Rodolfo Miranda, 110 – Bom Retiro

 

 

29/07/2011 23:00

 Fire Driven, Debate E Punk Rock Superstars

Clube Outs – R. Augusta, 486 – Centro

 

29/07/2011 23:00

 ABC Ska Fest #8 c/ Sapobanjo, Superchaiz e Lisabi

Cidadão Do Mundo – Rua Rio Grande do Sul, 73 – São Caetano Do Sul/SP

30/07/2011

RAIMUNDOS

A abertura fica por conta das bandas Massacration e Protozóides.

O Kazebre – Av. Aricanduva, 12.011 – Vila Califórnia – Leste. Telefone: 7533-8314.

30/07/2011

Nuclear Assault

Carioca Club – R. Cardeal Arcoverde, 2.899 – Pinheiros – Oeste. Telefone: 3813-8598. 

30/07/2011

Otto

Sesc Pinheiros Teatro Paulo Autran – R. Paes Leme, 195 – Pinheiros – Oeste. Telefone: 3095-9400.

Ingresso: R$6 a R$ 24.

30/07/2011 18:00

 Analisando Sara, Bellize, Centeio, Blue Drive Monster, Nayve e Doppelgangers

Hangar 110 – R. Rodolfo Miranda, 110 – Bom Retiro – São Paulo/SP

31/07/2011

CABARET METRO + PARACHAMAS

+ bandas

Galpão Studio – R: Vereador Diomar Novaes N° 50 Ferraz De Vasconcelos

31/07/2011

Cachorro Grande

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso Anfiteatro 18hras

Av. Dep. Emílio Carlos, 3.641 – Vila Nova Cachoeirinha – Norte. Telefone: 3984-2466.

31/07/2011

Yellowcard

Carioca Club – R. Cardeal Arcoverde, 2.899 – Pinheiros – Oeste. Telefone: 3813-8598.

Post:@FabioNasci

 

“NEVER STOP THE MUSIC”

 

Anima Mundi 2011

Vamos fazer a cobertura total do Anima Mundi, e para quem não sabe, o evento começa dia 27/07/2011, e vai até 31/07/2011.

O evento vai mostrar filmes, feitos por diretores de vários países. Os filmes ficarão à mostra no Memorial da América Latina na Barra Funda, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na Sé, no Espaço Unibanco de Cinema, na rua Augusta e no Cinema da Livraria Cultura no Conjunto Nacional, na av. Paulista.

Segue abaixo toda a programação do evento e dos locais, para que vocês possam escolher o que mais agrada. Os filmes vão de segmentos adultos a infantis.

Sobre o Evento

O Anima Mundi de São Paulo apresenta mais de 452 filmes de todos os lugares do mundo como França, Austrália, Rússia, Polônia, Argentina, República da Macedônia, entre outros, sendo que é do Brasil o maior número de obras, 108 títulos. O Anima Mundi ainda tem em sua programação o Anima Fórum e o Anima Mundi Web & Cel, além de debates, oficinas e workshops.

Programação

27/7

 Auditório CCBB – SP

13:30: Futuro Animador 1

15:30: Futuro Animador 2

17:30: Futuro Animador 3 Adulto

19:30: Futuro Animador 1

Cinema CCBB – SP

13:00: Panorama 5

15:00: Coração e Apetitoso

17:00: Animação em Curso 1

19:00: Portifólio

Espaço Unibanco de Cinema 1 – SP

13:00: Panorama 7

15:00: A Luz do Rio

17:00: Panorama 3

19:00: Curtas 2

21:00: Curtas 8

Espaço Unibanco de Cinema 2 – SP

13:30: Panorama 1

15:30: Infantil 4

17:30: Curtas 14

19:30: Curtas 3

21:30: Curtas 13 Terror

Espaço Unibanco de Cinema 3 – SP

14:00: La Planète Sauvage

16:00: Infantil 3

18:00: Curtas 15

20:00: Curtas 9

22:00: Curtas 4

Fund. Memorial da América Latina – Sala 1 – SP

12:00: Curtas 2

14:00: Curtas 3

16:00: Curtas 4

18:00: Curtas 6

20:00: Curtas 10

22:00: Curtas 1

Fund. Memorial da América Latina – Sala 2 – SP

13:00: Chronopolis

15:00: Infantil 2

17:00: Curtas 12

19:00: Papo Animado Shinichiro Watanabe

21:00: Curtas 7

Fund. Memorial da América Latina – Sala 3 – SP

12:00: Morte e Vida Severina em Desenho Animado

13:30: Panorama 6 Infantil TV

15:00: Futuro Animador 1

16:30: Panorama 4

18:00: Panorama 8 Documentário

19:30: Animação em Curso 2

21:30: Animação em Curso 4

Livraria Cultura 1 – SP

13:00: Curtas 11

15:00: Panorama 2

17:00: Sonhos Roubados

19:00: Curtas 10

21:00: Curtas 5

Livraria Cultura 2 – SP

14:00: Panorama 9

16:00: Infantil 1

18:00: O Lince Perdido

20:00: Curtas 16 Surreal Mundi

22:00: Chico & Rita

28/7

Auditório CCBB – SP

13:30: Futuro Animador 3 Adulto

15:30: Futuro Animador 1

17:30: Futuro Animador 2

19:30: Futuro Animador 3 Adulto

Cinema CCBB – SP

13:00: Morte e Vida Severina em Desenho Animado

15:00: O Lince Perdido

17:00: La Planète Sauvage

19:00: Curtas 15

Espaço Unibanco de Cinema 1 – SP

13:00: Panorama 5

15:00: Curtas 12

17:00: Curtas 5

19:00: Chilemonos

21:00: Chico & Rita

Espaço Unibanco de Cinema 2 – SP

13:30: Panorama 9

15:30: Infantil 1

17:30: A Luz do Rio

19:30: Curtas 6

21:30: Curtas 11

Espaço Unibanco de Cinema 3 – SP

14:00: Coração e Apetitoso

16:00: Infantil 4

18:00: Portifólio

20:00: Curtas 16 Surreal Mundi

22:00: Curtas 14

Fund. Memorial da América Latina – Sala 1 – SP

12:00: Curtas 10

14:00: Shaun The Sheep

16:00: Curtas 13 Terror

18:00: Curtas 7

20:00: Curtas 12

22:00: Curtas 2

Fund. Memorial da América Latina – Sala 2 – SP

13:00: Curtas 8

15:00: Infantil 3

17:00: Curtas 4

19:00: Papo Animado David Daniels

21:00: Curtas 3

23:00: Curtas 6

Fund. Memorial da América Latina – Sala 3 – SP

12:00: Panorama 6 Infantil TV

13:30: Futuro Animador 2

15:00: Comkids – Prix Jeunesse

16:30: Panorama 3

18:00: Animação em Curso 1

19:30: Panorama 1

21:30: Panorama 8 Documentário

Livraria Cultura 1 – SP

13:00: Panorama 4

15:00: Curtas 9

17:00: Infantil 2

19:00: David Daniels & Carlos Saldanha

21:00: Curtas 1

Livraria Cultura 2 – SP

14:00: Animação em Curso 3

16:00: Sonhos Roubados

18:00: Chronopolis

20:00: Panorama 7

22:00: Curtas 8

29/7

 Auditório CCBB – SP

13:30: Futuro Animador 2

15:30: Futuro Animador 3 Adulto

17:30: Futuro Animador 1

19:30: Futuro Animador 2

Cinema CCBB – SP

13:00: Panorama 7

15:00: Infantil 2

17:00: Chilemonos

19:00: Animação em Curso 4

Espaço Unibanco de Cinema 1 – SP

13:00: La Planète Sauvage

15:00: Infantil 1

17:00: Panorama 1

19:00: Curtas 9

21:00: Curtas 6

Espaço Unibanco de Cinema 2 – SP

13:30: Curtas 5

15:30: Chico & Rita

17:30: Curtas 16 Surreal Mundi

19:30: Curtas 4

21:30: Curtas 15

Espaço Unibanco de Cinema 3 – SP

14:00: Panorama 9

16:00: O Lince Perdido

18:00: Shaun The Sheep

20:00: A Luz do Rio

22:00: Curtas 13 Terror

Fund. Memorial da América Latina – Sala 1 – SP

12:00: David Daniels & Carlos Saldanha

14:00: Curtas 12

16:00: Curtas 10

18:00: Curtas 8

20:00: Curtas 13 Terror

22:00: Curtas 3

Fund. Memorial da América Latina – Sala 2 – SP

13:00: Curtas 2

15:00: Infantil 4

17:00: Sonhos Roubados

19:00: Cowboy Bebop

21:00: Curtas 1

23:00: Curtas 7

Fund. Memorial da América Latina – Sala 3 – SP

12:00: Futuro Animador 3 Adulto

13:30: Comkids – Prix Jeunesse

15:00: Animação em Curso 3

16:30: Panorama 6 Infantil TV

18:00: Animação em Curso 2

19:30: Panorama 8 Documentário

21:30: Panorama 2

Livraria Cultura 1 – SP

13:00: Portifólio

15:00: Infantil 3

17:00: Curtas 7

19:00: Curtas 14

21:00: Shinichiro Watanabe

Livraria Cultura 2 – SP

14:00: Animação em Curso 1

16:00: Coração e Apetitoso

18:00: Panorama 5

20:00: Curtas 11

22:00: Curtas 13 Terror

30/7

 Auditório CCBB – SP

13:30: Futuro Animador 1

15:30: Futuro Animador 2

17:30: Futuro Animador 3 Adulto

19:30: Futuro Animador 1

Cinema CCBB – SP

13:00: Panorama 9

15:00: Infantil 3

17:00: Animação em Curso 2

19:00: Curtas 16 Surreal Mundi

Espaço Unibanco de Cinema 1 – SP

13:00: Curtas 14

15:00: Infantil 4

17:00: Curtas 15

19:00: Curtas 8

21:00: David Daniels & Carlos Saldanha

Espaço Unibanco de Cinema 2 – SP

13:30: O Lince Perdido

15:30: Panorama 7

17:30: Curtas 7

19:30: Curtas 10

21:30: Curtas 13 Terror

Espaço Unibanco de Cinema 3 – SP

14:00: Curtas 2

16:00: Panorama 5

18:00: Chico & Rita

20:00: Curtas 11

22:00: Curtas 1

Fund. Memorial da América Latina – Sala 1 – SP

12:00: Shaun The Sheep

14:00: Sonhos Roubados

16:00: Curtas 1

18:00: Curtas 6

20:00: Shinichiro Watanabe

22:00: Curtas 4

Fund. Memorial da América Latina – Sala 2 – SP

13:00: Curtas 3

15:00: Infantil 2

17:00: Curtas 2

19:00: Curtas 13 Terror

21:00: Curtas 12

23:00: Curtas 8

Fund. Memorial da América Latina – Sala 3 – SP

12:00: Animação em Curso 3

13:30: Chilemonos

15:00: Panorama 3

16:30: Panorama 4

18:00: Panorama 1

19:30: Animação em Curso 1

21:30: David Daniels & Carlos Saldanha

Livraria Cultura 1 – SP

13:00: Infantil 1

15:00: A Luz do Rio

17:00: Shaun The Sheep

19:00: Curtas 12

21:00: Curtas 7

Livraria Cultura 2 – SP

14:00: Coração e Apetitoso

16:00: Portifólio

18:00: Curtas 5

20:00: Curtas 9

22:00: Panorama 2

31/7

 Auditório CCBB – SP

13:30: Futuro Animador 3 Adulto

15:30: Futuro Animador 1

17:30: Futuro Animador 2

19:30: Futuro Animador 3 Adulto

Cinema CCBB – SP

13:00: Curtas 16 Surreal Mundi

15:00: Infantil 1

17:00: Comkids – Prix Jeunesse

19:00: La Planète Sauvage

Espaço Unibanco de Cinema 1 – SP

13:00: Infantil 2

15:00: Curtas 11

17:00: Curtas 13 Terror

19:00: Cowboy Bebop

21:00: Curtas 8

Espaço Unibanco de Cinema 2 – SP

13:30: Panorama 4

15:30: Sonhos Roubados

17:30: Curtas 10

19:30: Curtas 2

21:30: Panorama 1

Espaço Unibanco de Cinema 3 – SP

14:00: O Lince Perdido

16:00: Sonhos Roubados

18:00: Curtas 3

20:00: Curtas 4

22:00: Curtas 7

Fund. Memorial da América Latina – Sala 1 – SP

12:00: A Luz do Rio

14:00: Infantil 3

16:00: Shaun The Sheep

18:00: Pixar 25 anos

20:00: Premiação

22:00: Premiação

Fund. Memorial da América Latina – Sala 2 – SP

13:00: Coração e Apetitoso

15:00: Infantil 4

17:00: Curtas 10

19:00: Curtas 3

21:00: David Daniels & Carlos Saldanha

Fund. Memorial da América Latina – Sala 3 – SP

12:00: Panorama 2

13:30: Portifólio

15:00: Animação em Curso 4

16:30: Chilemonos

18:00: Panorama 3

19:30: Animação em Curso 2

21:30: Chronopolis

Livraria Cultura 1 – SP

13:00: Curtas 15

15:00: Curtas 14

17:00: Curtas 1

19:00: Panorama 5

21:00: Chico & Rita

Livraria Cultura 2 – SP

14:00: Curtas 9

16:00: Curtas 5

18:00: Curtas 6

20:00: Curtas 12

22:00: Panorama 9

Bom, estou atrasada para cobrir o primeiro dia. Espero que curtam.

Spinelli Détachez

fonte: http://guiacuca.com.br

São Paulo Não Quer Ser Cinza.

São Paulo Não Quer Ser Cinza.

21/07/2011.

Eu e a  @doracelestino fomos ver o muro onde eu vi pela primeira vez pixado: São Paulo Não Quer Ser Cinza. Quando eu vi a primeira vez, eu senti um enorme sentimento de impotência.

Como pode uma cidade tão grande como São Paulo pedir socorro assim e ninguém se dar conta? Eu parei e fitei o muro por um longo momento. Fui fazer o que tinha de fazer e quando eu voltei eu fitei novamente o muro.

Me veio uma imensa vontade de fazer algo por São Paulo. Ou de pelo menos tentar mostrar aquele pedido aos meus amigos. O cara que pixou é conhecido como Kito. Então eu fiz o blog, com a frase pixada naquele muro.

Voltar lá hoje, depois de quase 5 meses, foi muito interessante. Eu senti uma vibe diferente, eu me senti orgulhosa por ter infestado por muitos lugares, para muitas pessoas, o pedido do grafiteiro Kito. São Paulo Não Quer Ser Cinza.

Eu tenho trabalhado muito no blog, convidei pessoas para que pudessem me ajudar, e deixei que as pessoas dessem suas idéias e postassem as mesmas com os devidos créditos. E agora eu faço um novo chamado. Deixem nos recados tudo o que sentem e o que pensam quando escutam essa frase. Façam parte
novamente da moderação do blog, como era no começo. E sejam bem vindos ao novo #SPNQSC.

Eu escrevi isso no dia 21/07/2011, quando fui rever o muro. Convidei alguns dos leitores para que respondessem algumas perguntas e entrasse no clima de resgatar a idéia inicial do blog:

Por Felipe Campos.
#SPNQSCO que você sente quando lê ou escuta a frase: São Paulo Não Quer Ser Cinza?

@feioipe_camposPara mim me vem algo a cabeça como são paulo nao quer ser uma cidade triste.

#SPNQSCE porque você acha que as pessoas colocam esse “cinza” na cidade?

@feioipe_camposAcho que as pessoas não sabem o que sp tem para oferecer, apesar que a cada dia mais acredito que se você quer ter uma vida em SP, tem que ter dinheiro… Sei la, atualmente estou meio desiludido da cidade da garoa.

#SPNQSCPorque?

@feioipe_camposNão sei, não consigo ver mais oportunidades em SP, a cada dia mais vejo pessoas se distanciando, pessoas com aqueles sorrisos falsos… Talvez seja por amizades… Mas nao sei explicar.

#SPNQSCEu entendo. Agradeço por responder às nossas perguntas.

Por Marcelo Felix.

#SPNQSC O que você sente quando lê ou escuta a frase: São Paulo Não Quer Ser Cinza?

@CeloHateQue São Paulo pode ser e é muito mais do que prédios e rotinas.

#SPNQSCE como você vê isso?

@CeloHatePelo simples fato de que apenas algumas pessoas cOnseguem transformar São Paulo em não cinza é só querer e fazer.

#SPNQSCPorque você acha que as pessoas já tem isso em mente? De São Paulo ser a cidade cinza?

@CeloHateAs pessoas acabam se acomodando com aquele velho “hábito” do corre corre da semana, que acabam não reparando o resto de São Paulo, a diversidade, pequenos detalhes que são legais, que algumas acabam achando que São Paulo não passa daquele “Corre Corre”.

#SPNQSCE você, vê a parte “não cinza” de São Paulo?

@CeloHateNão sou um cara que conhece tudo de São Paulo, mas tem lugares de São Paulo que já faz ela não ser cinza, meu lugar favorito é o bairro da liberdade apesar de ter ido poucas vezes lá e de fazer tempo que não vou.

#SPNQSC – O que tem lá que te chama atenção?

@CeloHate – A questão de trazer um pouco da cultura oriental que eu gosto bastante.

#SPNQSCEu também gosto, particularmente eu adoro a cultura Oriental. Mas isso não é trazer de fora o que a gente poderia cultivar aqui dentro?

@CeloHateDe certa forma sim, mas como São Paulo, não só São Paulo, o Brasil tem bastante imigração japonesa acaba virando parte da historia de São Paulo e do Brasil.

#SPNQSCGostei do modo como você desenvolveu a idéia, e ainda de quebra mostrou o seu lugar não cinza em São Paulo. Obrigada.

Por Samuel Lino. (Não é leitor do blog e mora no Interior de São Paulo).

#SPNQSCO que você sente quando lê ou escuta a frase: São Paulo Não Quer Ser Cinza?

SLDiminuir a poluição! Ahh, desculpa… Achei q era o significado. (risos).

#SPNQSCPode falar o que você pensa ou sente.

SLPara mim cinza em SP… só me liga à poluição.

#SPNQSCEntão você acha que esta frase insinua que São Paulo gostaria de ser mais limpa?

SLCom certeza. Alguém preocupado em conscientizar para o problema. Você entendeu como? 

#SPNQSCSim, eu entendo, mas quero saber sua opinião. Porque você acha que a palavra CINZA, já insinua que a cidade está suja?

SLPor que SP é cinza. O céu é cinza e poluição é cinza.

#SPNQSCVocê não pensa em ver a cidade de uma outra forma? Por exemplo, à noite o céu não é cinza.

SLComo te disse, eu me refiro à isso como SP Capital. Acho q se vivesse na capital teria muito mais respostas. Sabe né no interior SP é mais verde do que cinza. (risos)

#SPNQSCEntendo. (risos). Mas mesmo assim, obrigada por expressar sua opinião.

Por Daniel Veras. (Não leitor do blog e mora em São Paulo Capital).

#SPNQSCO que você sente quando lê ou escuta a frase: São Paulo Não Quer Ser Cinza?

@daniel_apcEsperança.

#SPNQSC – De que tipo?

@daniel_apcDe melhorias.

#SPNQSCComo você acha que isso seria possível?

@daniel_apc – Mais ações, mais sorrisos, mais gentilezas.

#SPNQSCVocê faz isso?

@daniel_apcTento.

#SPNQSCComo?

@daniel_apcTento fazer tudo isso, mas todo dia é humanamente impossível, SP também cansa.

#SPNQSCVocê diz a cidade ou as pessoas?

@daniel_apcOs dois.

#SPNQSCPorque cansam?

@daniel_apcPor que existem menos ações, menos sorrisos, menos gentilezas.

#SPNQSCVocê acha que as vezes isso acaba parecendo de mentira?

@daniel_apcAham, é inevitável.     

#SPNQSCE como agir diante disso então?

@daniel_apc – Sinceramente, não sei se há uma solução pra isso.

#SPNQSCMuito obrigada pelas respostas.

Por Dora Celestino.

Quando a @Detachez me perguntou diante daquele muro pixado com ‘São Paulo não que ser cinza’ o que eu fazia pra que a cidade não fosse cinza, confesso que perdi as palavras e comecei a puxar pela memoria o que eu fazia para que isso acontecesse. Cheguei a conclusão que não é só a cultura em si tudo e tudo que ela engloba que faz São Paulo não ser cinza, mas também nossos pequenos gestos do dia a dia, um sorriso pra um desconhecido que lhe sorri no meio da multidão, a mais básica da educação no meio do caos diário, são exemplos do que fazemos para que a cidade não seja cinza, afinal somos nós que fazemos a cidade, se estamos cinzas por dentro logicamente ela ficará cinza, mas se estamos felizes e ‘coloridos’ por dentro ela vai absover o que de melhor temos em nós e fará não só que a cidade, mas também que todos que nos cerca não sejam cinzas. Tudo começa pelas nossas ações, e você o que faz para que São Paulo não seja cinza?

 

 

Spinelli Détachez.