Cola lá!

Olá, leitores do #SPNQSC, estou aqui, mais um começo de semana, para recomendar alguns eventos que estão rolando por São Paulo. Estamos trabalhando duro para renovar o blog, entraram novos colunistas, mas eu continuo antenada nos eventos para poder recomendar aos meus leitores. *-* Então, segue um itinerário que vai de agora, até a metade de dezembro.

O silêncio depois da chuva.

A peça de teatro está rolando no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso e conta a história de uma mãe e seus dois filhos que moram numa casa onde a chuva nunca vai embora. A peça é dirigida por Leonardo Moreira e foi escrita por Gustavo Colombini.

Quando: de 07/10 à 18/12, sendo aos domingos às 19:30 e de quarta à sábado às 20:30.

Quanto: SP FREE. Os ingressos são distribuidos na bilheteria do local.

Onde: Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso – Avenida Paulista, 1313 – Bela Vista. (11) 3146-7405.

Chaplin e sua imagem.

Mais de 200 filmes estão sendo exibidos no Instituto Tomie Ohtake, que fica em Pinheiros. A mostra retrata a evolução do cinema mudo, para o cinema falado, sendo assim exposta com filmes de Chales Chaplin, mostrando também a situação política da época.

Quando: de 19/10 à 17/11, somente de terça a domingo, das 11:00 às 22:00.

Quanto: SP FREE.

Onde: Instituto Tomie Ohtake – Rua Coropés, 88 – Pinheiros. (11) 2245-1900.

Spinelli Détachez.

Shopping Center Norte.

Por @BrunoRodri_

Salve salve, leitores do SPNQSC. Hoje eu inauguro minha coluna falando de um dos assuntos mais comentados das últimas semanas: A interdição (ou não) do Shopping Center Norte. Entre acusações de negligência por parte da administração do shopping e liminares de interdição cassadas, fica a incerteza dos funcionários, lojistas e clientes do local.

ENTENDA O CASO CENTER NORTE.

A CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) notificou a Prefeitura de São Paulo, que o terreno onde estão localizados, além do Shopping, o Lar Center, o conjunto habitacional Cingapura e o supermercado Carrefour, fica localizado onde se postava um lixão, e que teria uma alta concentração de gás metano, altamente inflamável, e que poderia provocar uma explosão a qualquer momento.

No dia 27 de setembro, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo multou o shopping Center Norte, em R$ 2 milhões e determinou a suspensão das atividades das 331 lojas e restaurantes, estacionamentos e das filiais do supermercado Carrefour e do Lar Center, anexas ao centro comercial, “em razão do acúmulo de gás metano no subsolo do centro comercial.” O tal acúmulo de gás, era com volume acima de 5%, considerado suficiente para uma explosão.

No dia 29, a 7ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo concedeu uma liminar que permitia que o Shopping Center Norte continuasse funcionando. O shopping, em sua defesa, disse que: “na camada de terra abaixo do piso de concreto de até 70 cm onde as condições para que ocorra uma explosão são remotas”. O Center Norte também alega que, em 27 anos de existência, “jamais registrou qualquer incidente em suas instalações relativo a questões ambientais”.

Apesar do compromisso da administração do shopping em cumprir todas as determinações da CETESB para resolver o problema, a queda de braço da prefeitura com o Center Norte na Justiça pelo fechamento do complexo ainda continua.

Agora, vou emitir aqui, uma opinião. Será que se os órgãos trabalhassem juntos, para instalar equipamentos de drenagem do gás, evitando assim, explosões e prejuízos, não seria melhor para ambos? O Shopping continuaria funcionando, e tendo seus lucros, e a prefeitura teria sua parte no recolhimento de tributos. Os lojistas não teriam suas lojas fechadas, e os funcionários não seriam demitidos, evitando assim, a alta da taxa de desemprego em SP, que já não é baixa.

Será?

 

Por @Detachez

Eu cheguei a conversar com um dos funcionários do shopping, e a única certeza que se tinha é de que o shopping não fecharia. Especulava-se e muito, sobre a grande “máfia” por trás dessas liminares. E até onde eu sei, vários funcionários, inclusive este com quem eu falei, já foi mandado para outro shopping, seguindo a matriz da loja em que trabalha. Então, eu pergunto a mesma coisa que o Bruno, será?!

 

Spinelli Détachez.

A greve dos bancos em São Paulo.

Apesar da greve ser nacional, eu tenho que falar sobre a mesma em São Paulo. Ela tem afetado diretamente milhares de trabalhadores da maior metrópole do país e eu tenho acompanhado de perto porque meu pai foi mandado embora da empresa que trabalhava e precisa dar entrada no FGTS e isso só é possível diretamente numa agência da Caixa Econômica Federal.

O que mais me motivou para escrever sobre a greve foi uma propaganda de patrocínio feita pela própria Caixa, declarando patrocinar algum programa da Globo. Então, para ter o nome visto por todo o Brasil na televisão, o banco ainda funciona, mas para cuidar de quem realmente está precisando, o banco não disponibiliza nenhuma agência sequer aberta.

Li em um site, um comentário de uma mulher dizendo que greve é direito de todos os trabalhadores. Sim, isso é verdade, mas deveria, na minha opinião, ser mais bem plabejada. Quando algum órgão entra em greve, deve se lembrar que não afeta somente o governo, que é quem eles querem afetar diretamente.

Como na greve do metrô, um caos se instalou em São Paulo, fazendo assim com que mais um punhado de trabalhadores se perdessem no meio de uma “guerra”. Então, a greve dos Correios, já teve fim hoje. Eu mesma me emputeci quando essa greve começou, pois eu precisava devolver um aparelho que só dava para fazer pelos Correios. E agora estou dando graças que vou poder devolvê-lo e tentar receber um que funcione de volta.

O caso é que, os bancos agem como se os trabalhadores tivessem culpa. Acho que não seria tão ruim assim, colocar uma agência que fosse, mesmo que ela fosse na puta que o pariu, mesmo porque, são trabalhadores que fazem cada agência. Mas não, greve é olhar somente para seus umbigos. Não pensam no bem de todos, só pensam no bem próprio. E foda-se o resto do mundo.

Acho que se tudo fosse mais planejado, não seria um caos iminente em todas as greves. Como a saúde. Se um dia entrasse em greve, iria ser o fim. Uma coisa que já não funciona direito, parada… As pessoas devem pensar muito bem. Sindicatos estão aí para tentar resolver as coisas, e parece que quando a greve se instala, a coisa foge do controle de tudo e todos, e só o caos se visualiza diante dos nossos olhos.

Acontece que hoje, o Comando Nacional dos Bancos se reuniu hoje com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) às 16:00. Mas pelo que eu pesquisei na internet, nada ainda foi resolvido. Haverá uma nova assembléia até amanhã, 14/10/2011, para ver o que vai ser decidido. A greve vai seguir enquanto a Fenaban não aumentar a proposta feita inicialmente de 8% de aumento, o que representa em números reais apenas 0,56% de aumento.

Os bancários reivindicam reajuste de 12,8% (aumento real de 5% mais a inflação do período), valorização do piso, maior participação nos lucros e resultados, mais contratações, extinção da rotatividade, fim das metas abusivas e combate ao assédio moral.

Então, São Paulo, já popularmente conhecida como uma cidade do caos, vai vivendo seus ultimos meses de 2001 num caos sem fim. Vamos ver até quando isso vai durar.

 

Spinelli Détachez.

Pequena nota.

O blog tem passado por algumas mudanças. Logo menos a coluna de música será  modificada, pois o nosso querido Fabio Nasci, @FabioNasci, infelizmente não tem disponibilidade para postar, por motivos pessoais. Ganhamos um novo colunista, o Bruno Rodrigues, @BrunoRodri_, como vocês podem ver na nossa página de “Quem Somos“: https://saopaulonaoquersercinza.wordpress.com/about/ .

Eu vou tomar conta da coluna musical, e a Dora Celestino, @doracelestino, continua cuidando da divulgação e de posts aleatórios. O blog vai ter uma nova “roupagem”, e vai vir com muitas novidades. Temos alguns contatos importantes e assuntos interessantes que logo menos serão postados.

Espero que vocês curtam a nova cara do blog, já que após os 6 primeiros meses, temos uma longa jornada ao primeiro ano. Agradeço à todos os leitores, e quem comenta regularmente no blog. Vamos fazer algumas promoções, para que vocês voltem a interagir conosco. Obrigada mesmo, e valeu à minha equipe também, por tudo.

Atenciosamente,

Spinelli Détachez.

Quem matou o Bozo?

Eu recebi um convite. Um pedido, posso assim dizer. E ganhei um belo presente. Hoje, a coluna de música do @FabioNasci vai falar sobre uma banda que eu conheço desde 2005. Toda a matéria foi feita pelo @BrunoRodri_ e eu só tenho a agradecer. Espero que curtam a matéria e principalmente o conteúdo. Let’s go rock!

A VOLTA DO CUEIO LIMÃO, por @BrunoRodri_

Olá, leitores do SPNQSC. É com imenso prazer que venho escrever nesse blog, e anunciar a volta de uma das minhas bandas favoritas: O Cueio Limão. Em janeiro de 2011, o Cueio surpreendeu muita gente (incluso nessa lista, esse que vos escreve) ao anunciar uma “pausa” nas atividades, para que os integrantes pudessem se dedicar a projetos pessoais, o que gerou controvérsias, pois nas redes sociais, rolavam boatos de que a banda havia brigado, etc. Tudo posteriormente desmentido pela banda. 

Assim, no dia 14/01/11, em uma sexta feira, o Cueio Limão fez no Hangar 110, aquele que seria o último show da banda em 2011. No Hangar, durante o show, o clima era realmente de despedida, com vários integrantes de outras bandas subindo no palco para cantar junto, entre eles, os gaúchos do Hardneja Sertacore e Alexandre Capilé, vocalista do Sugar Kane. Isso, fora a galera que subiu no palco para abraçar os integrantes e pedir a volta rápida do Cueio. 

Após alguns posts de vídeos no Youtube, algumas imagens no twitpic, o Cueio deu a entender que voltaria aos palcos ainda esse ano, e pelas pistas dadas, voltariam com a formação original. Finalmente no dia 13 de Setembro de 2011, a MTM Produções, através de sua conta no Twitter, @mTmProd, anunciou o show da volta do Cueio Limão em Curitiba, em fato confirmado pela banda. E com a formação original, a mesma que gravou 2 CD’s e concorreu no VMB de 2007 na categoria “Aposta MTV”. Eu bati um papo por e-mail com Igor Moderno, baixista da banda. Segue aí a conversa.

#SPNQSC: Qual foi o motivo dessa pausa do Cueio Limão?

Igor: Na verdade não teve um motivo específico. A banda tomava muito tempo de todos, e a gente já não tinha tempo pra se dedicar a banda do jeito que ela merecia. Assim resolvemos dar uma pausa pra todo mundo se dedicar a sua vida, terminar estudos, trabalhos, viajar, pra quando a gente voltasse estivesse na pilha.

#SPNQSC: Agora que voltaram, quais os projetos da banda para 2012?

Igor: Nunca fomos uma banda de planejar muito, então se o mundo não acabar o plano é continuar tocando o máximo que conseguirmos.

#SPNQSC: O Cueio tem fãs no Brasil inteiro, e consequentemente, faz shows em várias partes do Brasil. Por ser uma banda independente, que dificuldades os integrantes enfrentam?

Igor: Por tocarmos em muitos lugares, as vezes chegar até eles não era fácil (risos). Mas isso até que era divertido. A maior dificuldade mesmo sempre foi na parte de grana. Bandas independente no Brasil não ganham tanto quanto mereciam.

#SPNQSC: Os integrantes do Cueio já conseguem viver da música, ou ainda precisam trabalhar?

Igor: Todos na banda temos curso superior, então para não deixar o diploma empoeirando todo mundo sempre trabalhou em algum momento da banda.

#SPNQSC: Seja sincero, vocês já imaginavam que teriam esse sucesso, lotando casas e tendo fãs cantando todas as suas músicas?

Igor: Nunca nem imaginei sair de Dourados pra tocar nem gravar UM cd, quanto mais 03 cds. Viajar o Brasil todo, de norte a sul, ver a galera cantando as músicas, ter clipes na TV, concorrer ao VMB. Não pensamos que iríamos tão longe.

#SPNQSC: Qual música você, particularmente, mais gosta de tocar nos shows?

Igor: Talvez “take me back to piaui”. Mas isso muda todo mês (risos).

HISTÓRIA.

O Cueio Limão surgiu no início de 2000, em Dourados/MS. Os 5 adolescentes adoravam tocar HC, e tinham em sua maior influência, o Raimundos, o que explica as letras debochadas, porém, sem tantos palavrões quanto a banda de Brasília. A banda era formada por Camilo “Bóia” nos vocais, Mano Torquato na guitarra e 2ª voz, Igor “Moderno” no baixo, André “Fileta” na guitarra solo e “Bigorna” na bateria.

Após alguns anos de ensaios, em 2004, a banda lança seu primeiro álbum, em selo independente chamado “Quem Matou o Bozo”. Destaque para as faixas “Prego” e “Mário”, que ainda são pedidas com insistência nos shows, e para a faixa título do disco, que talvez seja o maior sucesso da banda.

Em 2006, após o sucesso do primeiro disco, com inúmeros downloads, o Cueio lança “Ainda Sou um Rockstar”, com destaque para o trecho do refrão de “Rockstar”: “Só queria emplacar, meu segundo CD pra provar, que ainda sou um Rockstar…”. Após o lançamento do CD, o número de shows no eixo Rio – São Paulo crescia, e em 2007, o Cueio atinge o auge, sendo indicado ao prêmio de “Aposta MTV”, no VMB-07. Para pedir votos, o Cueio lança no YouTube um video com uma música chamada “Vote na gente”, em um engraçadíssimo Lobby.

Em 2008, após um memorável show no Hangar 110, o Cueio perde seu baterista, Bigorna, que decide se dedicar aos estudos de Medicina. Em seu lugar, entra André Mattera, baterista do Primos da Cida, que já vinha substituindo Bigorna em alguns shows.  Nesse mesmo ano, sai o CD “Paraguayo”, terceiro trabalho da banda, já com Mattera nas baquetas. Destaque para as faixas “Quando Tocar na TV” e “Desgraçada”, que renderam clipes na MTV.

Após um ano com shows lendários, o Cueio Limão volta a estúdio em 2010 para lançar o divertidíssimo EP “God Save The King”, somente com covers do rei Roberto Carlos. O detalhe desse EP, é que foi o último trabalho de André Fileta nas guitarras. Ele se despediu em janeiro de 2010, no Sampa Fest, para dedicar – se aos estudos, assim como Bigorna em 2008. No lugar de André, entra Gab Scatolin, da banda Feijão com Arroz. Ele participa da gravação de 2 singles: “Tão Novinha”, e “A Groupie mais gostosa que eu já vi”.

Em 2011, a banda anuncia que vai dar uma pausa nas atividades com a formação original, ou seja, com Bigorna e Fileta de volta. Gab Scatolin e André Mattera seguem seus projetos. Gab com o Feijão com Arroz, e a banda Carox. Já Mattera, além do Primos da Cida, faz parte da nova formação da Fake Number.
Nós fãs, só esperamos que o Cueio volte ainda mais forte, com músicas ainda mais divertidas. A conferir.

CURIOSIDADES.

– André e Camilo Quadros (Fileta e Bóia, respectivamente) são irmãos;
– A música “Desgraçada”, do terceiro álbum, é de autoria de Lucas Silveira, da banda Fresno; 
– A faixa Adoded, do CD Rockstar (2006) possui a participação especial do vocalista Rodrigo, da banda Dead Fish.
– O Cueio Limão participou do Covernation de Verão, da MTV, representando a banda Raimundos.

VIDEOCLIPES.

Agenda do final de semana.

Sexta 07/10/2011:

Seu Jorge se apresenta hoje às 22:00 no CredCard Hall, na Av. das Nações Unidas em Santo Amaro.

Sábado 08/10/2011:

Os Deserdados se apresentam com Inocentes, Clan Bastardo e Os Excluídos no Hangar 110. O show começa às 19:00 e o Hangar se localiza próximo ao metrô Armênia, linha azul do metrô.

Os Raimundos se apresentam com a banda Maldita no Espaço Victory às 21:00. O local fica ao lado da estação Penha do metrô linha vermelha.

Vai rolar um RAP de qualidade no Sesc Pompéia, e o MC Rashid lidera a banca ao lado de Flora Matos e Kamau. O show começa às 21:30, e os ingressos vão de 02 a 08 reais. O local é próximo ao Parque da Água Branca, na Barra Funda.

Dance Of Days se apresenta no Club Outs. A banda fecha a noite que será aberta por Jack’s Revenge, Depois do Fim e Blues Drive Monster. As apresentações dão início às 00:00. O Club Outs se localiza na rua Augusta.

Justin Bieber se apresenta no estádio do Morumbi. Ele fará duas apresentações, uma no sábado e outra domingo, no mesmo local.

Spinelli Détachez.