Leitores recomendam.

Por @amauritadeu

Olá amigos tudo bem com vocês???
A cidade de São Paulo é muito grande, sem contar os municípios que cercam a cidade e oferecem uma grande variedade de lazer e para todos os gostos.

Pacaembu lotado!

Pacaembu lotado!

Basta você saber o que gostaria de fazer que as opções sejam inúmeras, mesmo assim ficamos sem saber para onde ir quando decidimos o que fazer. Quantos de nós não pensamos “Ah, vou tomar uma cerveja”, mas a dúvida logo aparece: ONDE??? São Paulo tem muitas opções de barzinhos, por exemplo, mas a minha dica para um bom lugar de ir não é nenhum bar, apesar de gostar muito.

Mas sim um programa algumas vezes considerado alternativo para muitas pessoas. Que tal passar uma tarde agradável indo até o Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu?

Algumas pessoas vão até me perguntar: “porque ir ao estádio de futebol???”. Eu vou explicar o porquê de ir ao estádio.

Pelo simples fato de ser um evento que muitos brasileiros gostam, nada melhor que assistir a um joguinho de futebol ao vivo, com o calor da torcida cantando e gritando o nome do time sem parar. Você pode não torcer por time nenhum, somente para a seleção ou nem isso, e nada mais agradável que comparecer ao estádio tomar uma cerveja, muitas vezes não tão gelada como estamos acostumados.

Iluminação.

Iluminação.

Ou pela grande variedade de ambulantes vendendo camisas, nada originais onde algumas, digamos que a “Autentica Pirata” para você ficar bem uniformizado, mas não comprem produtos falsificados.

Não se importe muito com a roupa que deve ir ao estádio, se atente somente em quais cores não usar em determinados jogos, por exemplo, se for jogo do Corinthians nada de usar nada da cor verde, caso contrario a torcida irá solicitar que você tire tal peça de roupa, pois acabam incomodando os demais torcedores. Procure usar roupas que vai te deixar relaxado, muitas pessoas vão de chinelos para o estádio como uma forma de estarem bem à vontade. Nada como usar o básico tênis, calça e uma camiseta para você ficar confortável.

Não espere encontrar locais muito confortáveis para você ficar sentado, a não ser que você fique na área vip ou nas cadeiras “numeradas”. Neste setor você consegue assistir ao jogo por grande parte sentado e com a visão boa para os dois lados do campo.

Mapa de acesso.

Mapa de acesso.

Caso você opte por ir de arquibancada onde se concentram as torcidas organizadas para sentir a emoção de perto, vá preparado para cantar os 90 minutos, algumas pessoas ficam ali chamando grande parte da torcida que não esta cantando, para cantar e incentivar o time, no caso esses são os “liminhas” das torcidas organizadas.

Uma dica importante para quem nunca foi ao estádio é ir bem alimentado de casa, ou fazer uma boquinha antes de entrar no estádio, pois o valor dos alimentos e bebidas é um tanto quanto superfaturado. Pagar R$ 3,00 em um copo d’água é um tanto quanto absurdo, ou R$ 5,00 em um pão com salsicha e batata chips (murchas por sinal) é outro valor absurdo. Por isso vá alimentado, pois serão apenas duas horas dentro do estádio e na hora de ir embora você encontra vários carrinhos de cachorro quente e lanches de pernil do lado de fora, pagando o mesmo preço que você pagou dentro do estádio, porém esses lances mais caprichados.

Pacaembu, por Amauri Tadeu.

Pacaembu, por Amauri Tadeu.

Com alguns prós e contras o Pacaembu é um bom lugar para você fazer um programa alternativo, se atente ao jogo que você vai, pois existe certo perigo em dias de clássicos. Se programe e escolha um jogo bem tranquilo, quando um time de São Paulo jogar contra um time do Rio Grande do Sul ou da Bahia por exemplo. Assim você pode ir tranquilo e desfrutar o seu dia de forma bem diferente e agradável. Por isso visita o Pacaembu.*

Abraços.
http://jadiziaoamauri.com

Página no Facebook: [ http://www.facebook.com/amauri.tadeu ]

*Nota final: o comentário final citando clássicos, incita somente o cuidado com o problema de violência entre brigas de torcidas organizadas rivais, dado como exemplo um caso visto pelo Amauri, visto que todas as torcidas possuem pessoas das quais só querem saber de violência.

Edição por Spinelli Détachez.

Programe-se!

Por @BrunoRodri_

 

Forfun em São Paulo.

Forfun.

Forfun.

 

O Forfun volta a São Paulo para o show de lançamento do seu primeiro DVD. A banda carioca formada por Danilo (Guitarra/Voz), Rodrigo (Baixo/Voz), Vitor (Sintetizadores/Guitarra/Voz) e Nicolas (Bateria) se apresenta nesse domingo, no Carioca Club. Ainda há ingressos para o show. O Carioca Club fica na R. Cardeal Arcoverde, 2899, em Pinheiros.

 

Envydust se reúne para o show de 10 anos da banda.

Envydust

Envydust

 O Envydust está de volta. Pelo menos por mais um show. A banda formada por Max (Voz), Daniel (Berros/Voz), Bjar (Guitarra), Shelka (Guitarra), Che (Baixo) e Barros (Bateria) volta ao lendário Hangar 110 para o show de reunião para o aniversário de 10 anos. Eles lançaram no facebook uma enquete, onde os fãs escolherão o setlist do show que rola neste sábado.

O Hangar 110 fica na Rua Rodolfo Miranda, 110. É bem próximo ao metrô Armênia.

Divirtam-se.

@brunorodri_

 

Edição de texto por Spinelli Détachez. Fotos por Bruno Rodrigues.

10 anos de continuidade da máquina.

Tive um problema com meu pc, por isso a matéria da Coluna de Música da semana passada está saindo hoje. Me desculpem a demora e sem mais delongas.

Coluna de Música por @BrunoRodri_

O Sugar Kane, banda curitibana formada em 1997, fará dois shows (Sábado no Hangar 110, Domingo em Curitiba) para comemorar 10 anos do CD “A Continuidade da Máquina”, que talvez seja o CD mais aclamado da banda. Lançado em 2003, pela Urubuz Records o álbum conta com 12 faixas. Dentre elas se destacam “Janeiro”, “Despedida”, “Velocidade” e “A Máquina” que são presenças constantes nos shows. O Sugar Kane anunciou os shows em sua página no Facebook, revelando ainda que além da formação atual – Capilé na guitarra/voz, Igor Moderno no baixo, Rick Mastria na guitarra e André Dea na bateria -, os integrantes da banda na época (Vini Zampieri, Renê e Júnior) também irão participar do show.

O Sugar Kane foi formado em 1997, em Curitiba, e lançou o primeiro álbum em 2000, intitulado “Once One Day”, só tinha músicas em Inglês. O primeiro com músicas em português, Por Nossa Paz, saiu em 2001.

A banda foi pioneira ao gravar seu DVD, o 469 DCM. Foi o primeiro DVD de uma banda de rock independente no Brasil. O DVD foi gravado no Hangar 110, e tem um extra, no Teatro Paiol em Curitiba, num show acústico.

Sugar Kane.

Sugar Kane.

Entre 2006 e 2007, a banda passou por um Hiato, voltando com o D.E.M.O (Diversão Esquizofrênica para Mentes Ociosas, o meu favorito), álbum que consagrou de vez a banda.

Em 2009, veio “A Máquina que Sonha Colorido”, álbum lançado no dia 7 de Setembro. Desse álbum, saiu o clipe de “Todos Nós Vamos Morrer”, gravado na Marginal Tietê que obteve sucesso no YouTube.

De 2010 pra cá, lançaram dois EPs, “Digital Native” e “Fuck the Emo Kids” (esse com um SENSACIONAL clipe homenageando o Black Flag. Uma verdadeira cópia de “TV Party”).

Em 2012, o Sugar Kane gravou seu segundo DVD, em Fortaleza. (Nota: Favor assistirem Renê e André nas baterias na música “A Máquina”)

Esse é o Sugar Kane, quebrando casas desde 1997.

Sobre o show de SP, ainda há ingressos na loja 255 na galeria do Rock.

E aguardo ansiosamente o ano de 2017 para ver o show de 10 anos do D.E.M.O

Abraços.

 

Edição por Spinelli Détachez.

Texto e foto por Bruno Rodrigues.

Leitores recomendam.

Eu estou super orgulhosa de começar um especial com meus leitores. Então, vou postar a recomendação da minha lindíssima Lomah. ♥ ( @PaalomaSilva )

Milo.

Milo.

Pra quem gosta de curtir um hip hop old school ou até mesmo indie rock, o Milo Garage é o lugar ideal para estar com os amigos e tomar uns bons drinks.

Moro em Carapicuiba e garanto que o rolê até lá vale a pena! Dá para dançar como se ninguém estivesse olhando e, se dançar não for a sua praia, dá para jogar um papo fora enquanto toma uma gelada.

Milo Garage.

Milo Garage.

Dá para ir de sexta, sábado e até mesmo em véspera de feriado, o que acaba sendo um diferencial para curtir e ter tempo de descansar no outro dia.

Mais informações pelo site do Milo Garage: [ http://www.milogarage.com/ ]

Ou na página do facebook: [ http://www.facebook.com/pages/Milo-Garage/211757542227272?fref=ts ]

End.: Av. Pompéia 1681, 05023-001 São Paulo

Paloma Silva: [ http://www.facebook.com/PaalomaSilva?fref=ts ]

Logo menos em #SPNQSC:

Projeto Blues Pela Vida.

Projeto Blues Pela Vida.

Edição por Spinelli Détachez. Fotos: Divulgação.

Planet Hemp.

Mais uma da nova coluna de música. Coisa mais linda. *-*

Por @BrunoRodri_

Adivinha Doutor, quem tá de volta na praça?

Planet Hemp.

Planet Hemp.

Era pra ser um único show, no aniversário de 20 anos na MTV.  Dois anos depois, mais um único show, no Circo Voador – RJ. Virou uma turnê, passando por várias cidades, e festivais como o Planeta Atlântida. Depois, vieram a nossa amada cidade para o Lollapalooza 2013.

Sabem de quem falo? Pois é, é o Planet Hemp fazendo nossa cabeça novamente.

A banda carioca, que fez muito sucesso nos anos 90 e no início da última década volta a São Paulo nesta sexta e sábado para a gravação do novo DVD. O show rola no Credicard Hall e Marcelo D2 (Vocal), BNegão (Vocal), Rafael Crespo (Guitarra), Formigão (Baixo) e Pedrinho (Bateria) prometem virar a casa do avesso.

Planet Hemp.

Planet Hemp.

Fazendo sua cabeça.

A banda surgiu em meados dos anos 90, fazendo uma mistura de Rap e Rock, com letras que abordavam principalmente, a hipocrisia (essa é a MINHA opinião, o que não vem ao caso neste texto) em relação à descriminalização do uso da maconha. Em 1995, lançaram o CD Usuário, e logo se destacou o single “Legalize já”, cujo refrão se tornou um hino entre os jovens: “Legalize já, legalize já, porque uma erva natural não pode te prejudicar”. Rapidamente, a banda estourou, e vendeu 150.000 cópias do álbum.

Em 1996, foi lançado “Os cães ladram, mas a caravana não para”. O álbum conta com faixas como “Queimando Tudo”, “Hip Hop Rio” e “Adoled (The Ocean)”, onde a base da música é a mesma da música The Ocean da banda Led Zepellin. (Por isso o nome “A DO LED”).

Planet Hemp.

Planet Hemp.

Em 1997, o juiz Vilmar José Barreto Pinheiro ordenou a prisão dos integrantes do Planet Hemp, por apologia às drogas. (Por uma suave ironia, em maio deste ano ele viria a ser afastado e aposentado compulsoriamente por ser acusado de receber dinheiro para dar liberdade a um traficante).

No ano 2000, o Planet Hemp lançou “A Invasão do Sagaz Homem Fumaça”, onde se destacam as faixas “Stab”, “Contexto” e a minha favorita, “Ex-Quadrilha da Fumaça”. O trabalho foi considerado pela crítica o melhor da banda.

O sucesso da banda no final dos anos 90, e ano 2000 foi tão grande, que a MTV produziu o MTV Ao Vivo: Planet Hemp. Esse foi o último trabalho antes do fim da banda, em 2001. O resto é história.

E agora, nos resta torcer para que o Planet Hemp não pare por aí, e volte a entrar na mente de todos nós.

Planet Hemp.

Planet Hemp.

Edição de texto e fotos por Spinelli Détachez. Texto por Bruno Rodrigues.

Rapidinhas SP.

Acho que vou transformar o “Rapidinhas” em coluna. Assim, todos, eu disse TODOS, que lêem podem participar opinando e recomendando lugares da cidade que não quer ser cinza.*

Thaíde.

Thaíde.

No sábado, dia 20/07 o Sesc Osasco recebe os rappers Thaíde e Kamau. No show,  além de canções atuais, um apanhado de sua carreira, desde os anos oitenta, que inclui sucessos da dupla Thaíde & Dj Hum como “Sr. Tempo Bom”. Tudo indica que será uma grande festa.**

David Bowie.

David Bowie.

O MIS (Museu da Imagem e do Som) será o primeiro local a receber a mostra “David Bowie Is”. A mostra está atualmente na Inglaterra, virá para o Brasil somente em 2014. O diretor do Museu da Imagem e do Som (MIS), André Sturm, viaja em fevereiro a Londres para acertar os detalhes. David Bowie, que acaba de completar 66 anos e anunciar um novo álbum após hiato de dez anos, “The Next Day”, também ganhará uma retrospectiva cinematográfica no museu paulista. Ele estrelou 15 filmes, entre eles “Basquiat – Traços de Uma Vida” (1996), em que interpretou Andy Warhol, “O Homem Que Caiu na Terra” (1976), “Apenas um Gigolô”, de David Hemmings (1978).

A Biblioteca de São Paulo abre as portas quase todos os dias com atividades para todos os públicos. Esta semana tem as seguites atividades:

A oficina faz parte do programa +60, que reúne serviços e atendimento especial para os que já passaram dos 60 anos de idade. Acontece todas as quintas feiras das 11h às 12h. Não é necessário fazer inscrição.

Meditação de Ioga.

Meditação de Ioga.

Aos sábados ocorre o programa de Tabuleiro de jogos. As inscrições são feitas por ordem de chegada, das 11h às 13h.

Xadrez.

Xadrez.

Também aos sábados, tem o Belelê, Programa de iniciação e estímulo às potências cognitivas de crianças em fase pré-escolar, com idades entre 6 meses e 3 anos, através de experiências lúdicas com livros. As inscrições são feitas por e-mail: (agenda@bsp.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca (de terça a sexta-feira, das 9h30 às 17h30). O evento ocorre das 15h às 15h45.

Belelê.

Belelê.

No dia 13/07 haverá uma atividade especial de férias. Volta ao mundo em 80 dias, texto de Júlio Verne.
A Cia. Articularte.

Articularte.

Articularte.

A Cia. Articularte faz as malas e apresenta um colorido espetáculo envolvendo uma dupla dinâmica e uma pulga palpiteira que têm como desafio dar a volta ao mundo em 80 dias, passando por aventuras divertidas surpreendentes. A peça mostra também figurinos de época, réplicas de brinquedos e malas personalizadas que se abrem para novos mundos: barcos, trenzinhos, elefante, dragão chinês e muito mais, tudo regido por uma trilha sonora composta de engraçadas sonoridades humanas. Das 16h às 17h.

Domingo vai rolar uma oficina de ioiô, na qual quem for poderá fazer o próprio ioiô e aprenderá além de fazer, a usar o brinquedo. A classificação etária é a partir de 7 anos e as vagas serão preenchidas de acordo com a ordem de chegada. Das 14h às 16h.

Oficina de ioiô.

Oficina de ioiô.

A hora do conto é o programa de contação de histórias, mediação de leitura e dramatizações, voltado ao incentivo à leitura e ao desenvolvimento criativo dos participantes por intermédio do universo lúdico da literatura infantojuvenil. Não é necessário inscrição. Programação:

Hora do conto.

Hora do conto.

Sextas-feiras, às 15h30.
5/7 – Strega nona: A avó feiticeira, de Tomie de Paola.
12/7 – Chapeuzinho amarelo, de Chico Buarque.
19/7 – Obax, André Neves – Dia do Amigo.
26/7 – A menina do fio, de Stela Barbieri.
Com equipe BSP.

Sábados e domingos, das 16 às 17 horas.
6/7 – Baú de histórias.
Com Cia. Ópera na Mala.

7/7 – Malas Portam Histórias: Contos populares, cantigas e trava línguas.
Com Cia. Malas Portam.

14/7 – Volta ao mundo em 52 histórias, texto de Neil Philip.
Com Kiara Terra.20/7 – Divertistórias.
Com Henrique Sitchin, Cia. Truks.

21/7 – Aventuras de viagem – Histórias de Hans Christian Andersen e Irmãos Grimm.
Com Rosita Flores, Cia. Duo Encantado.

27/7 – Histórias de Lobato – Contação de histórias em libras com interpretação para o português.
Com Elaine Sampaio e Thalita Passos, grupo Mãos de Fada.

28/7 – Nós (Eva Furnari)
Com Paula Lisboa e Silvia Lopes, Cia. Histórias Inventadas.

*Interessados em participar do Rapidinhas, me mandem mensagem inbox no Facebook: Détachez ou por mensagem na própria página do blog.

**R$6 [usuário matriculado no Sesc e dependentes, aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e professor da rede pública com comprovante]; R$3 [trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes]. Local: Av. Sport Club Corinthians Paulista, 1300
Jardim das Flores – Região metropolitana – Osasco. (11) 3184-0900.

Spinelli Détachez.