Feliz aniversário, meu amor!

Por Fernanda Saraiva

Não canso de dizer que para mim, São Paulo é como um país dentro do Brasil. Aqui moram mais de 12 milhões de pessoas, dentre elas: paulistas, paulistanos, cariocas, gaúchos, nordestinos e estrangeiros. Um mundo dentro de outro mundo. Essa cidade é simplesmente incrível e eu não escondo JAMAIS o meu amor por ela. Moro aqui há 20 anos. E desde que eu me entendo por gente, me recordo de ser fissurada pela cidade. Meu pai me conta uma história sobre a CPTM, no caso, linha Diamante (Itapevi – Júlio Prestes), que, eu com uns quatro anos já sabia que na Leopoldina tem o túnel e que o trem iria ficar no escuro.

Centro velho. Foto: Fernanda Saraiva

Centro velho. Foto: Fernanda Saraiva

Recordo-me de quando eu iniciei esse projeto, lá em março de 2011. Com tantos altos e baixos, eu penso todos os dias em como isso me tirou de um caminho que eu poderia ter me afundado e lembro de todas as pessoas que já passaram por aqui. Já falei de tantos lugares e vivi experiências de outras pessoas que me fizeram senti viva. Eu lembro também de como aquela pichação na Barra Funda me tocou profundamente.

Hoje, recentemente, o atual prefeito da cidade de São Paulo, João Dória, resolveu que a cidade não precisava mais de cor, dos grafites e fez uma limpa em todos os murais importantes da cidade. Engraçado dizer isso, mas, São Paulo não quer ser cinza gente. Vi vários vídeos que mostram como a cidade ficou feia, com aquele cinza estranho, parecendo uma cidade gótica da era medieval. A verdadeira selva de pedras. Muito me entristece ver a cidade desse jeito. Em 2012, nesta mesma data, eu fui ao centro ver algum show no Anhangabaú e chorei por ver como a cidade estava suja, pessoas sujando as ruas, deixando tudo muito mais cinza e muito mais triste. Não parecia uma festa.

Este ano, em seu 463º aniversário, o que eu desejo para esta linda cidade é que, o prefeito tenha consciência que esta cidade tem vida própria. Ela engole a gente se não tomarmos cuidado. São quatro anos para ter ideia disso tudo. Desejo também que todos os moradores continuem amando e lutando por uma cidade justa para todos. E só para finalizar, uma pequena crítica à pintura do DÓRIAN GREY hahaha.