Musicoterapia

Bruno Rodrigues

Eu me dopo ouvindo música. Não, não faço uso de substâncias alucinógenas. Eu simplesmente estabeleço uma relação entre o momento e a música que está tocando e entro em um estado de transe.

Segundo definição técnica, musicoterapia é a ciência que utiliza as músicas para fins terapêuticos, como promover comunicação, aprendizado e mobilização, entre outros objetivos, e atender necessidades físicas, mentais e sociais, para uma melhor qualidade de vida. Tudo isso é ministrado por um musicoterapeuta qualificado.

Mas quem (realmente) precisa de um especialista quando se é um apaixonado por música?

Em 2013, eu estava no último semestre da faculdade, finalizando meu TCC. Por trabalhar em uma empresa totalmente dependente das variantes econômicas do país, tive uma sobrecarga absurda de trabalho e fui forçado a fazer horas extras. Passando a sair mais tarde, perdi aulas fundamentais e instruções valiosas para o TCC. Mas como a sobrecarga de trabalho era realmente absurda, eu não conseguia dar conta em apenas 10 horas (!) de trabalho.

Passei aproximadamente 20 dias sem conseguir estudar e não consegui finalizar todo o trabalho. Entrava todos os dias na empresa pensando que seria meu último dia naquele lugar, que a qualquer momento alguém me chamaria numa sala de reunião e me dispensaria, mesmo sabendo de tudo o que se passava comigo. Foi aí que passei a me apegar às músicas que escutava na época.

Entre “tapas na cara” e palavras de incentivo, elas me serviram para botar a cabeça no lugar, e perceber que reverter aquela situação dependia mais de mim do que dos fatores externos.

O resultado? Estou formado e continuo trabalhando na mesma empresa, mas em outro departamento.

Além de incentivar, a música também serve para concentrar. Eu mesmo produzo muito mais com um par de fones tocando minhas músicas preferidas do que ouvindo o som ambiente do escritório, cheio de conversas desinteressantes. Meu terceiro hobby favorito, a leitura, também rende muito mais se acompanhada de uma boa música.

Outro exemplo que posso citar aconteceu há menos de um mês. Eu estava lendo a biografia do ex-jogador Casagrande (inclusive recomendo a leitura), conhecido por seus problemas com as drogas e seu comportamento pouco usual para um jogador de futebol. Em um dos capítulos, o autor do livro conta sobre uma experiência que Casagrande teve com demônios, os vendo por vários cantos de sua casa, ficando sem se alimentar ou dormir por aproximadamente 10 dias.

Neste capítulo do livro, o celular colocou para tocar o álbum Avenged Sevenfold, da banda de mesmo nome. A melodia de cada música preenchia a mente de uma tal forma que o álbum se tornou trilha sonora daquele capítulo inteiro, como se no livro houvesse a recomendação ao leitor de ouvir exatamente esse álbum enquanto o capítulo dos demônios é lido.

Além desses exemplos, existem alguns que soam até meio óbvios, como ouvir Sublime enquanto se pega uma estrada em direção à praia, ou ainda ouvir Los Hermanos quando se está vivendo os primeiros momentos de uma paixão, ou mesmo ouvir um Punk/HC quando se está a ponto de destruir a casa de ódio. Isso acalma, relaxa, nos deixa mais leve.

E você, qual a música que estava ouvindo enquanto lia esse texto?

Para escrevê-lo, ouvi “Para mais tarde fazermos a cabeça” do Charlie Brown Jr., e “Mão na cabeça” do Planet Hemp.

Anúncios

KIKO LOUREIRO NO MEGADETH!

Por Bruno Rodrigues.

Na última quinta-feira, uma notícia chacoalhou o mundo do metal: O brasileiro Kiko Loureiro é o novo guitarrista do Megadeth. Dave Mustaine, frontman da banda, publicou a notícia no site oficial do Megadeth com uma foto com Kiko, e comentou assim a chegada do carioca ao Megadeth:

“Conheci Kiko há uns oito anos para uma foto de capa da revista ‘Burrn!’. Eu não tinha ideia de quem ele era, a não ser pelo fato de que era tremendamente talentoso e que a equipe da ‘Burrn!’ tinha muita consideração por ele. Desde então, descobri como ele é um guitarrista virtuoso, e estou profundamente animado por sua profundidade e seu talento. Poucos pupilos do Megadeth tiveram a habilidade e o sentimento de Kiko. Como Frank Sinatra disse: ‘O melhor está por vir!'”

Kiko, nascido na capital fluminense, tem 42 anos e desde meados de 1990 é guitarrista do Angra, banda brasileira muito conceituada no cenário do Heavy Metal. Apesar de assumir a vaga no Megadeth, Kiko deverá manter-se no Angra e conciliar a agenda das duas bandas. O próprio Angra, aliás, emitiu um comunicado comemorando a entrada de seu integrante na banda norte-americana.

Kiko Loureiro (esq.) e Dave Mustaine, líder do Megadeth.

Kiko Loureiro (esq.) e Dave Mustaine, líder do Megadeth.

O Megadeth foi criado em 1983, após Dave Mustaine ter sido expulso do Metallica. A banda tem 11 indicações ao Grammy e faz parte do “Big Four”, que é o grupo das quatro maiores bandas do Metal, juntamente com o próprio Metallica, além de Anthrax e Slayer.

Na prática, a ida de Kiko Loureiro para o Megadeth não deve salvar a lavoura do rock nacional, mas é uma boa prova de que o Brasil também produz grandes músicos. O próprio Megadeth também tem muito a ganhar com a chegada do brasileiro, que é multi-instrumentista e também compositor. Resta saber se a parceria fará sucesso.

O Megadeth, ao menos por enquanto, não tem previsão de datas para shows no Brasil.

Arriba y avante!

Bruno Rodrigues.

Coluna de Música – Blues Pela Vida.

Por @Detachez

Já escrevemos sobre o evento, para saber mais acesse AQUI, pois vai rolar a sexta edição do festival que dá amparo à crianças com câncer e para isso, oferece música de qualidade!

Vale a pena conferir a matéria e o show.

SERVIÇOS

Projeto Blues Pela Vida 6ª edição
Local: Ozzie Pub
Site: www.ozziealtpub.com.br
Rua Brigadeiro Galvão 871, São Paulo
Horário: 14:00 ás 21:00
Valor: R$ 25,00
CRIANÇAS ATÉ 10 ANOS NÃO PAGAM

Instituição beneficiada
Casa de Apoio à criança com câncer Vida Divina
Site:http://www.cavd.org.br/
Contato:55 (11)2214-0399 55 (11)2545-1654

CONTATO:
bluespelavida@bluespelavida.com.br

Texto: Fernanda Saraiva
Foto: Facebook do evento Projeto Blues Pela Vida.

Coluna de Música – Harley Days 2014.

Por @Detachez

São Paulo recebe nos dias 18 e 19 (amanhã e domingo) o Harley Days 2014, evento este patrocinado pela Harley-Davidson (marca de motos mundialmente conhecida), para, além de apresentar novos modelos, presentear os paulistas e paulistanos com shows de rock, que são a cara das motocicletas.

Segue programação completa!

Brothers Of Brazil.

18 de outubro, sábado

15h – Lynyrd Skynyrd Tribute: no repertório, clássicos deste famoso quarteto americano da década de 1970, como “Sweet Home Alabama”, “That’s Smell” e “Free Bird”.

18h – Brothers of Brazil: mistura de rock e MPB dos irmãos Supla e João Suplicy, que agrada a fãs de Tom Jobim até Sex Pistols.

19h30 – Almanak: banda cover, com o diferencial de ter um casal nos vocais, interpretando hits que vão de Iron Maiden e Ozzy Osbourne a Foo Fighters.

21h – Blitz: sucesso desde os anos 1980, com letras bem-humoradas e performance teatral. No set list estão “A Dois Passos do Paraíso” e “Você Não Soube Me Amar”.

23h – Ira!: show com Nasi e Edgard Scandurra, tocando juntos depois de sete anos. Prometem os sucessos dos 13 álbuns e, ainda, duas canções inéditas.

19 de outubro, domingo

12h30 – Big Gun: cover do AC/DC. Caracterizados como os músicos do grupo australiano, vão fazer o Sambódromo tremer com todos os sucessos da banda.

14h – Tihuana: possui influência diversificada, passando pelo rock, rapcore, punk rock, reggae, ska e música latina.

15h30 – Rock to the Boné: cover de hits de Led Zeppelin, Whitesnake, Alice in Chains, entre outros. Destaque para a cantora.

17h – Lobão: desde os anos 1980 no cenário underground, destaca-se por misturar gêneros musicais, envolvendo-se até em projetos com samba.

18h30 – Ultraje a Rigor: 30 anos de sucesso, com letras inteligentes e muito bom humor. Devem disparar hits como “Nós Vamos Invadir Sua Praia” e “Inútil”.

SERVIÇO

Data(s): 18 e 19 de outubro.
Horário(s): Sábado, a partir das 15h. Domingo, a partir das 12h30.
Preço(s): Entre R$ 130 e R$220.
Onde: Sambódromo do Anhembi
Avenida Olavo Fontoura, 1209 – Santana.
Compre seu ingresso AQUI.

Texto: Fernanda Saraiva.
Foto: Google.
Fonte: Guia Mais.

Coluna de Música – Foo Fighters: Documentario, oitavo disco e turnê de lançamento.

Por @umaAmyy

A banda Foo Fighters divulgou para esse fim de ano, muitas boas, novidades para os fãs, sendo lançamento de documentário promovido pela HBO, turnê de lançamento do oitavo disco pela América do Sul e por fim o lançamento de seu oitavo disco em gravadora que chama-se “Sonic Highways”.

http://www.youtube.com/watch?v=q0TrqXHoL10

A emissora de televisão fechada HBO divulgou um trailer do documentário sobre as gravações do oitavo disco da banda. O documentário será apresentado pelo próprio vocalista Dave Grohl, além de possuir o mesmo nome do disco “Sonic Highways”.

O documentário apresenta trecho da música de abertura do disco nomeada como “Something From Nothing”, além de acompanhar as gravações de cada música em vários estúdios dos Estados Unidos e ter participações de artistas como: Slash, Dolly Parton, Willie Nelson, Chuck D, Joan Jett, Rick Rubin, Pharrell Williams, Buddy Guy, Dan Auerbach, do Black Keys, e o presidente norte-americano Barack Obama. O primeiro episódio vai ao ar dia 17 de outubro, na própria emissora.

Capa divulgada do disco “Sonic Highways”

Capa divulgada do disco “Sonic Highways”

O lançamento do oitavo disco de gravadora do grupo esta com estreia marcada para o dia 10 de novembro, pouco tempo depois da estreia do documentário. Seram oito canções, sendo elas: “Something From Nothing”, “The Feast and The Famine”, “Congregation”, “What Did I Do?/God As My Witness”, “Outside”, “In The Clear”, “Subterranean” e “I Am A River”. Todas as oito músicas foram gravadas em oito cidades diferentes dos Estados Unidos, como Seattle, Chicago, Nova York, Hollywood, Washington D.C., Austin, Nova Orleans e Nashville, todas elas são retratadas na capa do disco, possuindo um grande oito no meio que representa o número de músicas e as cidades.

O que Ghrol garante são canções com clima de “estádio”, com apenas uma diferença: mais dedicação ao arranjo do que ao refrão. “O som certamente é uma progressão ou uma evolução, mas ainda sim é um disco do Foo Fighters. Em vez de mostrar grandes refrões, que é o que fazemos, nós vamos mostrar grandes seções instrumentais. Isso será uma surpresa”.

A Foo Fighters programou para Janeiro de 2015 uma turnê de lançamento para o novo disco “Sonic Highways”na América do Sul. A turnê possui datas no Chile (15), Argentina (18), Colômbia (31) e Brasil, nas cidades de Porto Alegre(21); São Paulo(23); Rio de Janeiro(25) e Belo Horizonte(28).

T4F será a produtora responsável pelos shows aqui no pais, e divulgou que ainda não possui informações do local dos shows, valor ou data de venda dos ingressos, porem a banda disponibilizou um link em seu próprio site que disponibilizara todas essas informações: ACESSE AQUI.

Texto: Mayara Moreno.
Foto: Reprodução.

Coluna de Música – Shows Fim de Semana.

Por @Detachez

São Paulo está recheada de shows para o final de semana, e eu separei algumas dicas para amanhã. Em cima da hora, mas vale a pena conferir, quem estiver por perto, é claro.,

São Carlos recebe a banda Angra no Bazuah São Carlos às 17h. Confiram!

 

 

O cantor e compositor Silva apresenta faz o show Vista Pro Mar no Auditório Ibirapuera, na noite do sábado.

  • Auditório Ibirapuera

Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 3 – Ibirapuera. Tel.: (11) 3629-1075

 

 

Michael Bublé se apresenta depois do show de hoje!

  • Ginásio do Ibirapuera

R. Manuel da Nóbrega, 1361, Ibirapuera. Tel.: (11) 3887-3500

 

Texto: Fernanda Saraiva
Fotos: Google.

 

 

Coluna de Música – 3° Festival de Clipes e Bandas.

Por @umaAmyy

Até o dia 18 de Janeiro de 2015 haverá inscrições, gratuitas, para os interessados no site oficial do evento. Os artistas homenageados desta edição são Fernanda Takai, Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz. Os vencedores dos concursos poderão abrir os shows, que serão realizados no encerramento do festival em março de 2015, no Museu da Imagem e do Som; poderão fazer os novos clipes dos artistas que se apresentaram ou até mesmo receber prêmios em dinheiro.

Fernanda Takai; Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz serão os homenageados desta edição

Fernanda Takai; Marcelo Jeneci e Tulipa Ruiz serão os homenageados desta edição

Novos talentos da música: Os interessados deverão enviar suas músicas para serem avaliadas primeiro pelo comitê de seleção, segundo pelos próprios artistas a serem homenageados e terceiro pelo publico. As três melhores bandas escolhidas pelos artistas abriram os shows no dia do encerramento do festival, ao final dos shows haverá a votação do publico, que escolhera uma das três bandas finalistas. O premio será a gravação de um vídeoclipe com os integrantes da banda vencedora e sua própria música.

Novos talentos do clipe: os interessados tem a oportunidade de produzir clipe de músicas escolhidas pelos próprios artistas, sendo elas: “Quase desatento” de Fernanda Takai; “De graça” de Marcelo Jeneci e “As vezes” de Tulipa Ruiz. Os três, por fim, escolheram os melhores clipes e o usaram como videoclipe oficial de suas músicas que serão exibidas ao publico ao termino do festival em 2015.

Texto: Mayara Moreno.
FOto: Google.