Coluna Política – Fora Dilma!

Por @Detachez

Está espalhado por São Paulo o grito de socorro da população em relação à atual presidenta Dilma Rousseff. O clamor é forte, diante das “barbáries” cometidas pelo Partido dos Trabalhadores (PT), que ainda tem a cara de pau de continuar no ramo político lançando não somente a campanha presidencial para a reeleição de Dilma, mas também para abocanhar um pedaço do bolo no governo de São Paulo com a candidatura de Padilha.

Enfim, fica a dica sobre o pedido de socorro.

Texto e foto: Fernanda Saraiva.
Foto feita próxima ao metrô Ana Rosa (linha azul).

 

Anúncios

Coluna Política – País de Vergonha!

Por @Detachez

Em 5 de outubro de 2014 teremos as eleições presidenciais e governamentais que elegerão aqueles que o povo brasileiro vai querer nos representando por quatro anos. Dizem por aí que o Brasil é um país democrático. Em minha humilde opinião é um país vergonhoso.

Temos mais de 50 partidos políticos, nenhum com força real para fazer do país um lugar melhor ao povo, e um candidato que finalmente parecia ter força e garra para fazer do Brasil um lugar decente, teve sua vida “terminada” em um estranho acidente de avião.

Mas, eu gostaria de falar apenas do Horário Eleitoral Gratuito e Obrigatório que temos. Simplesmente não vale a pena assistir àquele programa LIXO, onde a campanha é vergonhosa. Um candidato colocando a culpa pelos problemas do país em outro, e por aí vai. Como se não bastasse, a campanha ridícula dos candidatos à deputados, tanto estaduais como federais. O mais vergonhoso de todos é o humorista Tiririca, que após sua eleição foi acusado de estar exercendo um cargo público sem sequer saber ler ou escrever.

Não sei se essa é vergonha maior, ou se foi a primeira eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, que também não tem os estudos completos, em um país onde se fala tanto de educação, onde números mostram o terror da não alfabetização em todos os estados.

Mas enfim, de qualquer forma assista AQUI a vergonhosa campanha de Tiririca, e me diga depois se vale a pena viver num país que se julga democrático e faz obrigatório o uso do voto. Sem falar que, lutamos anos durante a Ditadura Militar, para ter que escolher entre calhordas e palhaços.

Coluna Política – Plano Diretor.

Por @Detachez

Mais uma vez a Prefeitura de São Paulo cria um projeto para que a população participe diretamente das melhorias da cidade. Mas e você, sabe o que é o Plano Diretor?

Este é um projeto da Prefeitura que nada mais é do que uma forma de melhorar, ou visar a melhoria, da cidade de São Paulo. O projeto fez várias reuniões públicas, para que a população pudesse opinar e ajudar a moldar o que seria o projeto final. Alguns exemplos de melhorias do projeto são as calçadas.

Todos sabem como são um caos algumas das calçadas espalhadas pela cidade, sendo até usadas como estacionamento. O projeto define a largura da calçada com 3 metros.

Acesse AQUI para ver como participar diretamente do projeto.

Coluna Política – Copa do Mundo.

Por @Detachez

Caros, muito tem se falado sobre a Copa do Mundo e as manifestações continuam. Com a intenção de mostrar ao mundo como tem impactado na nossa vida a vinda do evento. Fica claro que o governo tem se preocupado muito em mostrar ao mundo como são capazes de receber um evento tão grande, mas não conseguem sequer fazer o que prometeram antes de serem eleitos.

Daqui a três dias será a estreia do Brasil lá na Arena Corinthians, e eu só posso dizer que, vai haver uma grande manifestação no dia 12.

Pre-para!

Coluna Política – Greve dos Metroviários.

Por @Detachez

A partir do dia 05 de Junho (daqui há três dias) o metrô em São Paulo vai parar. Isso mesmo, meu caro leitor, PARAR. Palavras que nunca deveriam estar juntas na mesma frase: metrô e parar de funcionar, mas cá estamos para comentar sobre.

Os metroviários querem aumento no salário, querem melhorias nos benefícios, ou melhor, querem não fazer mais nada, porque já fazem pouco, e ganhar mais por isso. Humildemente falando, mas os metroviários não devem fazer greve de nada, o metrô já não funciona mesmo, é um caos, e essa piada de “Transporte Padrão Fifa” é ridícula, desculpem-me, mas o padrão Fifa é óh: uma bosta!

Assembleia dos metroviários.

Assembleia dos metroviários.

Você simplesmente não sai do lugar, a plataforma é lotada e não respeitam o embarque preferencial. De acordo com a assembleia que foi feita na última terça (27/05), os funcionários desejam um aumento de 35,47% no salário, e o aumento do vale alimentação que, hoje é de R$ 247,69 para R$ 379,80. Adivinha quem vai pagar pela pizza mais uma vez? Você meu caro leitor, que usa o metrô diariamente para ir ao trabalho, que vai ter que, ou acordar mais cedo para pegar um ônibus (opção que muitas pessoas também pensarão), ou vão se foder esperando passar algum em que você consiga entrar. Nesse caso, não tem imparcialidade. Eu sinto repulsa dos funcionários do metrô, por que, mais uma vez nós vamos pagar o pato.

E que venha a Copa do Mundo, e que venham os gringos!!!!

Texto: Fernanda Saraiva.
Foto: G1.

Coluna Política – Partido dos Trabalhadores – Direita ou Esquerda?

Por @Detachez

Caros amigos, leitores do #SPNQSC, já aconteceram vários fatos que levaram a terrível questão: PT partido de direita ou esquerda? Pois bem, em 10 de fevereiro de 1980, em tempos de ditadura, foi fundado o Partido dos Trabalhadores. Um partido de esquerda, visionário, que incitou tantos brasileiros a lutarem por seus ideais, a parar de viver a mentira que era o Regime Militar instalado no Brasil em 1964 com o Golpe. Luiz Inácio Lula da Silva, ou só Lula como ficou popularmente conhecido, junto com seus companheiros, começaram a revolução petista, abrangendo ainda mais as ligas esquerdistas, para fazer com que o Brasil fosse de fato (ou quase), um país democrático. Foram exatos 23 anos, até que o PT chegasse ao poder.

Lembro-me de meus pais comemorando, isso foi em 2003, eu tinha 15 anos, não estava ligada à política, meu interesse era mínimo sobre o assunto, porém, desta festa não esqueço. Muitos amigos dos meus pais comemoraram, vieram em casa, todos assistimos juntos a um Jornal Nacional que festejava a vitória de Lula, o começo do mandato em 2003, um mandato que perdurou por oito anos. Meus ídolos, ou melhor, um dos, Marcelo Rubens Paiva, escreveu em seu livro Feliz Ano Velho, que em uma visita da esposa de Leonel Brizola, na época ingressado no Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) fez a ele no hospital, depois de seu acidente, pois MRP é filho de Rubens Paiva, um desaparecido do Golpe Militar, ele foi logo lhe dizendo: “Nem vem que não tem, somos todos PT”. A festa foi grande, o estardalhaço maior ainda, mas não tardou para que o PT mostrasse a que veio.

Lula

Lula

Dois anos depois da posse de Lula, a revista Veja (incrivelmente) publicou uma gravação de um vídeo em que o ex-chefe do DECAM-ECT, Maurício Marinho solicitava e recebia propina para beneficiar um empresário. O escândalo foi tamanho que afastou muitos membros da cúpula petista do PT, fazendo com que muitos de decepcionassem e desistissem da ligação com o partido da revolução. Eu, graças a Deus nunca votei no PT, e quando explodiu o escândalo, disse o mesmo aos meus pais. Lembro-me de meu pai dizendo que sentia vergonha, que acompanhou a história de Lula, desde o começo, para ver que ele não era diferente dos que já tinham sentido o gosto do poder.

Recentemente, quando questionado em relação ao escândalo, o ex-presidente, se é que podemos dizer isso em relação à Lula, pois Dilma Rousseff, sua sucessora na presidência, pertence ao mesmo partido, Lula simplesmente fingiu não conhecer os envolvidos nos escândalos: José Genuíno e José Dirceu, que foram ministros no durante seu governo. Agora me pergunto, de que valeu toda a luta, por democracia, por justiça? Todo o sofrimento de ter vivido um período em que tudo era proibido, em que militares mandavam naquilo que deveríamos fazer, para hoje ser uma vergonha? Petistas são tão hipócritas, que deveriam não ter direito ao voto. Um governo que fez pior que os militares, roubando e mentindo, fingindo desconhecer quem sempre esteve ao seu lado, não é digno de voto.

Pensem bem em quem vão votar, porque Copa do Mundo não faz Brasil por quatro anos, e dura menos de um mês. Acordem.

Texto: Fernanda Saraiva.
Foto: Google.

Coluna Política – A politicagem e seus derivados.

Por @ellenDetachez

Por volta de uma semana atrás eu vi uma postagem de uma antiga colega de curso. A mesma postou fotos de uma obra localizada no centro da cidade onde moro. Para ser mais exata, a obra trata-se do terminal de ônibus em frente a estação de trem. O terminal em questão, foi demolido para a reconstrução. A obra que tinha prazo limite de 6 meses para finalização, e mais de um ano depois o que vimos foram no máximo pilares erguidos.

Enfim, o tema nem mesmo é este. A questão é: as fotos publicadas no mural da tal colega de curso, a mesma trabalha (coincidentemente) com a assessoria de imprensa do belo prefeito, vinham com um belíssimo texto criticando quem um dia criticou o atraso da obra. Afinal, agora (quase 1 ano e meio depois da demolição) a obra estava “caminhando”.

Eis a dúvida.

Eis a dúvida.

Sabe, o que veio em minha mente: realmente moramos na mesma cidade? Realmente a colega passa por aquela região? Contudo, foi asfaltado uma via para transição de carros enquanto a atual via principal foi interditada para entrar em obras.

O que me indigna: olhar as fotos do projeto e olhar o caminho que esta tomando a obra. Uma via e com teto para os ônibus. Nada além disso. E ainda que cheguem perto do que realmente se tratava o projeto, será bem perto da eleições. Por qual motivo? Política ou politicagem?

Texto: Ellen Fialho.
Foto: Google.