Ressaca – Tutorial do transporte público!

Por @Detachez

O que mais me incomoda em utilizar o transporte público é a falta de bom senso que os usuários possuem. Vejamos alguns casos, por exemplo, não saber utilizar o trem e o metrô acontece em todos os cantos da cidade, porém, este post vem para tentar facilitar a vida dessas pessoas, para o caso de um dia você precisar sair da sua casa e ir para o outro lado da cidade sem sequer saber como o fazer. Vamos lá.

Em todas as estações há postos de atendimento nos quais você pode se informar e ainda pegar um mapa com todo o sistema metroviário. Além disso, há placas sinalizando todo o trajeto, facilitando a localização, e posso dar como exemplo o fato de as estações marcarem um “Você está aqui”, nos mapas espalhados pela estação.

Metrô SP. Foto Google.

Metrô SP. Foto Google.

Todas as estações possuem uma SSO, que é um ponto de encontro e também um meio de comunicação, pois lá podemos comunicar ao amigo ou parente o local em que estamos, em caso de desencontros. Vale ressaltar que, em caso de encontros, cabe combinar antes o local para evitar que se percam, pontos de referência, tais como a SSO, o mezanino da estação, elevadores, bloqueios de transferência para Metrô e CPTM, catracas de entrada e saída, banheiros, e etc.

O uso das escadas rolantes também vale a pena lembrar que, mesmo querendo conforto, o lado esquerdo foi feito para a passagem dos passageiros. Tudo bem que estes possuem opção da escada normal, que “obriga” a movimentação total, mas a escada rolante é um modo de acelerar o processo de baldeação, e por este motivo deve haver o respeito e a liberação do lado esquerdo da escada. O mesmo serve para as esteiras, localizadas por exemplo na estação Consolação (linha verde do Metrô) / Paulista (linha amarela da ViaQuatro).

Assim, facilitamos a vida de quem não tem pressa e evitamos acidentes para os apressadinhos. Beijos galera.

Texto: Fernanda Saraiva.

Anúncios

Fica A Dica – Porque todo mundo cresce e envelhece?

Por @kia_souee

Quando eu era criança ansiava pelo meu aniversário, me sentia o máximo por saber que estava ficando grande e amava as festinhas, bolo, refri, amigos e bagunça muita bagunça.

Hoje que cresci já não acho tão interessante o fato de ficar mais velha- as responsabilidades pesam, mas encaro isso como uma recompensa do que me tornei com todos os anos de vida.

Acho estranho o fato de que ainda penso nas maneiras de comemorar o dia que nasci ou que envelheço, mas os mil planos feitos as vezes não podem ser executados além disso como eu disse são muitas as responsabilidades e não dá para fugir delas, menos ainda das rotinas.

Agora estou dentro do ônibus em meio ao trânsito, indo trabalhar gasto 1:30h só para chegar nele e olha que não é um lugar longe – isso sim é ver a idade chegando e a vida fluindo. Mas amigo apesar de tudo, apesar de me sentir vazia em datas como essa em que eu deveria me preencher, não tenho isso como algo ruim pois cada aniversário é como o dia que nasce, é um novo começo de uma vida que segue e que devemos seguir com muita intensidade .

Imagem

Texto e foto: Keisa Kessia.
Revisão: Fernanda Saraiva.

Fica A Dica – Ah! Imagine você em SP.

Por @kia_souee

Estamos em um lugar cheio de coisas para fazer e com muitos ambientes para frequentar, a cada esquina encontramos uma situação diferente e nela vemos algumas maneiras de se divertir – mas claro que cada um curte da maneira que lhe convém. Ops! Só lembrando que esse mesmo lugar é cheio de bagunças confusões, e meu amigo fazer as coisas nele é correr o risco de ter seu tempo roubado, o tempo nessa terra voa, as pessoas se perguntam o que aconteceu e o que fizeram para seu próprio bem, individualismo parece prevalecer, porém ainda existem aqueles amigos que sempre estão juntos haja o que houver. Bem vindo a São Paulo.

Cidade de São Paulo.

Cidade de São Paulo.

Antiga terra da garoa, onde a muvuca prevalece, é aqui que aprendemos que não é a mesa de bar que faz um amigo e sim os amigos que fazem a mesa de bar, é aqui que vemos que São Paulo só é essa capital pelo que nós, paulistas e paulistanos somos, e balada não é só aquela estrutura que se vai para dançar, mas sim aquele auê que mexe com o seu interior, sua alegria, balada é uma batida de amigos com alegria. Mesmo assim deixo a dica, se joga de cara com a vida que a capital te acolhe, faça suas escolhas sim e pense sempre no bem, mas viva, curta e seja feliz aonde te é oferecido uma felicidade permanente, aprenda a amar São Paulo porque você tem muito a receber.

Estreia – #Fica a dica

Por @kia_souee

Olá galera, estamos aqui com o primeiro texto do ano, e renovando o titulo da nossa coluna, esse agora é o “Fica a dica”… Temos quase o mesmo objetivo que “leitores recomendam”, porém acredito que vocês caros leitores terão que aguentar um tanto mais a minha opinião rs.

Sinceramente hoje nem sei ao certo o que falar, pois são tantas coisas na cabeça – que perco o foco, mas como o ano ainda esta recém-nascido, acho digno comentar sobre as tão famosas promessas de fim de ano.

Não acredito que as cores influenciam naquilo que receberemos no ano que esta vindo por isso uso qualquer cor e sobre as promessas? Bom, procuro não fazê-las (posso me contrariar durando o decorrer do texto, mas procurarei esclarecer).

A maioria das pessoas deixa para cumprir suas promessas nos 45 min do segundo tempo e assim acabam com tudo pela metade, vejo que promessas não são nada quando o que se espera do mundo são atitudes, de nada vale eu prometer se não vou cumprir ou nem ao menos sei se conseguirei cumprir. Não é necessário prometer, é necessário surpreender… e só surpreendemos quando fazemos o inesperado e quando tal é bom para muitos.

Assim se eu pretendo ser uma pessoas melhor no ano novo, não compensa eu divulgar que serei, mas sim eu me transformar no esperado, porém talvez me contradigo quando penso e afirmo que a melhor promessa para se fazer ao decorrer do ano é que serás você haja o que houver, não seguir clichês de como devo ser me faz feliz e ser feliz é sim a melhor opção para iniciar um ano.

Texto: Keisa Kessia.
Revisão: Fernanda Saraiva {Spinelli Détachez}

Tá Na Moda – Praia!

Por @Fernanda__Tozzi

E ai gente, como passaram o Natal? Abusaram na comida COM CERTEZA né?! Hahaha Quem nunca?! Eu sempre.

Bom como a maioria vai passar o Ano Novo na praia (inclusive eu) preparei algumas dicas de produtos capilares para vocês. SIM, CAPILARES! Todo mundo que vai para praia acaba se preocupando apenas com a pele e acaba se esquecendo por completo dos fios, que acabam sofrendo muito com sol, água do mar ou piscina. Selecionei 3 produtinhos baratos e totalmente necessários nessa e em qualquer época do ano.

Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

1)      Charming Spray de Brilho com Óleo de Argan (azul) – R$25- Produto exato para aquelas que não abrem mão de um secador e chapinha na praia e na vida. É um protetor térmico com uma textura bem levinha e nada oleosa e dizem que óleo de argan é bom em tudo, então bora se jogar.

2)      AcquaFlora Surf Spray- R$20,90- Surf Spray tem a função de deixar seu cabelo com a cara da praia. Meio podrinho e ondulado o único problema é que as ondas não duram o dia inteiro (particularmente acho que fica mais bonito assim) então quem gostar dele bem onduladinho vai ter que usar um fixador junto.

3)      Leite para Pentear Elève Solar, da L’Oreal-R$11,00. Ele é para cabelos expostos ao sol, vento, mar e piscina e basicamente é um protetor solar para os cabelos. Tem uma textura bem levinha e super ajuda a desembaraçar o cabelo.

É isso gente, quero ver todas com os fios lindos na praia e lembrem-se que o natural também está na moda. Beijocas, Feliz ANO NOVO (UHUUUUUU) e até ano que vem!

Texto: Fernanda Tozzi.
Revisão: Spinelli Détachez.