Fica a dica – A Cápsula do tempo!

Por @kia_souee

Queridos leitores, eu estava aqui me questionando será que existe a possibilidade de voltarmos ao tempo? Bom, se temos essas condições eu não sei, mas confesso que nós blogueiras do SPNQSC (São Paulo Não Quer Ser Cinza) tentaremos congelar pelo menos uma parte de um tempo.

Logo menos.

Logo menos.

Como muitos sabem o blog completará 3 anos no próximo dia 31/03/2014 e nós não poderíamos deixar de comemorar essa conquista, assim, faremos uma CAPSULA DO TEMPO, essa será montada no dia 6 de abril de 2014 no Parque da Lagoa , Rua da Consolação 505 – Carapicuíba – SP, ás 12 hrs.

O evento será aberto para todos os públicos, juntaremos cartas, fotos e lembranças de leitores e blogueiros que comparecerem, guardaremos tudo em um recipiente que será enterrado para daqui a alguns anos nós abrirmos e relembrarmos o tão passado momento.

Contamos com a presença de todos, tragam seus objetos e compartilhem esse momento, além disso, tenho a impressão de que é o tempo que nos faz querer voltar ou seguir… Parar ou fugir de algo em algo.

 

O TEMPO É INFINITO NA SUA INFINIDADE E FINITO NA FINIDADE DE CADA SER HUMANO.

 

Texto por Keisa Kessia

SPORTS – Parques da Cidade

Por @amauritadeu

Olá amigos tudo bem com vocês???

Chegou as tão esperadas férias, e a duvida que fica para todos nos é: “o que vamos fazer agora???” muita gente prefere tirar o domingo para os jogos na TV, seja eles nacional ou internacional. Mas e quem não gosta de futebol, mas gosta de esportes??? O que fazer???

ibirapuera3

Temos uma alternativa para você praticar um esporte ou ir com os amigos curtir o ar livre, os parques da cidade. Ai você vai me pergunta “há Amauri, isso ai todo mundo já sabe que existe” exatamente, mas como algumas pessoas não conhecem não custa nada dar uma lembrada para essa galera mais esquecida.

As dicas de parques na cidade são grandes, mas vamos deixar três parques aqui como referencia, se alguém souber de mais algum pode comentar.

Parque do Ibirapuera

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº – Vila Mariana – zona Sul (a 5 Km do Metrô Santa Cruz).

Horário de funcionamento: das 5h às 24h.

Tel.: (11) 5574-5177.

www.prefeitura.sp.gov.br

 

Parque da Água Branca

Endereço: Avenida Professor Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca (próximo à estação Barra Funda do Metrô).

Horário de funcionamento: das 6h às 22h.

Tel.: (11) 3865-4131.

www.parqueaguabranca.sp.gov.br

 

Parque Villa-Lobos

Endereço: Avenida Professor Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto dos Pinheiros (próximo a estação Villa-Lobos Jaguaré).

Horário de funcionamento: das 5h30 às 19hs (até às 20h no horário de verão)

Tel.: (11) 3021-6137

www.parquevillalobos.sp.gov.br

 

O mais interessante é que você pode se deslocar com o transporte público, todos os parques mencionados são próximos a alguma estação de trem então nada de reclamar.

 _________________________________________________________________

Futebol:

Como estávamos acompanhando a Ponte Preta na histórica e inédita final de Copa Sulamericana. Informamos que infelizmente o clube de Campinas ficou com o Vice-Campeonato. Perdendo o jogo pelo placar de 2×0. Resta ao clube se preparar para a disputa do Campeonato Paulista 2014 e a terrível Série B 2014.

Abraços

Texto produzido por Amauri Lava.Fotos por Divulgação.

Revisão: Spinelli Détachez.

Leitores Recomendam – Karaokê!

Por @kia_souee

Olá galera estou aqui mais uma vez, digam- me ai, quem nunca se pegou cantando alto no ônibus ou cantando de baixo do chuveiro?

A música tem acompanhado a vida do ser humano dia-a-dia, ela está nos carros, nos celulares, nas rádios, TV e ambientes alheios, ela tem seus milhares de estilos que agrada a cada pessoa e cutuca tanto o ser humano ao ponto de se torna vicio cultural e ai quando vemos puff, já estamos cantando. Não importa tom, afinação, tempo ou técnicas vocais o que importa é a musica, o sentimento e a sensação… O que importa é cantar, além disso, já dizia o ditado “quem canta seus males espanta” e é por isso que a coluna de hoje vem falar sobre Karaokês em SP.

Foi na década de 80 que o karaokê vindo direto do oriente chegou ao Brasil, assim ainda nos dias de hoje esse meio de descontração vem sendo solicitado para as famosas reuniões de amigos ou apenas descontrações. A maioria das pessoas ama se descontrair, cantam sem vergonha, gritam, berram e desafinam, bebe uma e outra e se anima mais ainda, talvez seja por essas e outras acham que esses tipos de programas são sempre um dos que mais rendem boas risadas e histórias para contar.

O microfone!

O microfone!

Não há um lugar preferido para cantar ou talvez berrar com os amigos, mas sabe-se que por nossa incrível cidade de São Paulo existem centenas de Karaokês, por isso listamos três desses lugares, e são eles:

Karaokê Paulista: Tem salas reservadas pequena que confortam até oito pessoas, grande que recebem de 20 a 30 pessoas, com pacotes especiais para mais de 15 pessoas que custam em torno de $52 por pessoa com comes e bebes a vontade.Fica aberto às quintas-feiras, das 19h a 00h, sexta e sábado, das 19h às 4h. O lugar abre terças e quartas, das 19h a 00h, apenas com reserva confirmada.
Onde: Rua Manoel da Nóbrega, 175 – Paraíso
Informações: (11) 3283-3046 e www.karaokepaulista.com.br/

Aconchego Bar: Utilizam um aparelho audiovisual de Karaokê, com músicas variadas, letras das canções na tela da TV e avaliação do desempenho do cantor.

Onde: Rua Pedro Fioretti, 27 – Centro, Osasco – SP.

Informações: (11) 3681.7773 e http://www.aconchegobar.com.br/happy-hour-videoke-osasco-sao-paulo.html

Vivo’s Bar e Karaokê
O lugar não cobra entrada, apenas consumação, conta com um aparelho de videokê e três TVs de plasma para que os frequentadores consigam cantar em espaços diferentes do salão. Oferecem lanches e porções em seu cardápio, e funcionam de domingo a domingo, das 18h às 4h.
Onde: Av. Doutor Arnaldo, 1215 – Sumaré
Informações: 11 2305-5406 e www.vivosbar.com

Texto produzido por Keisa Kessia.

Edição: Spinelli Détachez.

Foto por Keisa Kessia.

Sp Urban!

Exposição digital trás cores as noites da Paulista.

SP Urban

SP Urban

A 2ª edição do SP Urban traz o tema “Cidadão Digital”. O projeto visa, através de obras interativas, a exploração do público ao mundo digital por cores e tecnologia. A exposição conta com nove obras sendo oito delas apresentadas no prédio da FIESP/SESI-SP como tela para o publico “brincar”.

A única atração que não é transmitida através do prédio da FIESP é o “Sonic Skate”, sendo essa também a obra que mais atrai visitantes, curiosos, e jovens skatistas, no qual é composta por um pequeno circuito de street skate, tendo a pista inclinada de estrutura de madeira, um corrimão, rampa e half.

“A exposição com a pista se torna uma opção a mais para andar de skate na Paulista, e melhor ainda por preservar o skate devido ao material que é feita.”, declara Dauton, 26 anos, skatista que acaba de voltar a praticar o esporte.

A ideia principal da obra é montar uma “orquestra skate” onde cada manobra é sonorizada e tem os movimentos captados e transmitidos por imagens coloridas e geométricas, e o skatista é marcado por um quadrado amarelo. Cada parte da pista transmite um som e uma cor diferente na tela que projeta tudo em in loco nas telas. “A ideia é original. É diferente andar e ouvir o som dos rodas do skate na pista, e a iluminação colorida”, diz Dauton.

SP Urban

SP Urban

Para andar na “Sonic Skate” é preciso ter mais de 18 anos, pois deve-se assinar um termo de responsabilidade contendo nome, RG e telefone. Caso o interessado em interagir com a obra seja menor de idade, o responsável deve estar presente para a autorização.

O festival digital terá duração do dia 4 a 28 de novembro. As obras são expostas todos os dias sendo as interativas das 20h as 22h, e as não interativas das 22h as 6h.

Para mais informações e verificação da programação e outras obras: http://spurban.com.br/

Texto produzido por Mayara Moreno. Fotos por Ricardo Alencar. Revisão por Spinelli Détachez.