Arte em Sampa – SOBRE SONHOS E JORNALISMO

Por

Antônio Maria.

Antônio Maria.

Nos anos da década de 1950, por não ter medo de dizer a verdade, o jornalista Antônio Maria Araújo de Morais, que atuava no “Diário de Pernambuco”, foi espancado por um bando de capangas do então governador desse Estado, Agamenon Magalhães. Ao final da surra, os agressores cumpriram a ordem inicial: pisotearam as mãos do jornalista, até quebrá-las, para que ele não pudesse escrever mais nada.

No dia seguinte, na sua coluna, ele cunhava a frase que ficou na história como um símbolo do verdadeiro jornalista:

“QUE BOBOS! ELES PENSAM QUE OS JORNALISTAS ESCREVEM COM AS MÃOS!”

Outro exemplo que merece ser citado é o de Líbero Badaró.

Giovanni Battista Líbero Badaró (ou Dr. João Batista Líbero Badaró), jornalista, político e médico. Formado pelas universidades de Turim e Pávia, na Itália.

Veio para o Brasil em 1826, aos 28 anos.

Aqui, para viver, escolheu a cidade de São Paulo. Militante pelas causas da liberdade filiou-se à corrente liberal, que pregava a autonomia para o Brasil e participou de lutas políticas ligadas à independência.

Em 1829 fundou o jornal “Observador Constitucional”, onde denunciava os desmandos e excessos cometidos pelos governantes.

Já no primeiro dia de circulação, escreveu: “Não devia vegetar no Brasil a planta do despotismo”.

No dia 20 de novembro de 1830, Badaró sofreu um brutal atentado à bala.

A primeira pessoa a socorrê-lo foi o estudante de direito Emiliano Fagundes Varela, pai do futuro poeta Fagundes Varela.

Suas últimas palavras foram:

Líbero Badaró“MORRE UM LIBERAL, MAS NÃO MORRE A LIBERDADE”.

 

Do Papai para sua Filha

EM 09/04/2014

 

Este foi um texto escrito pelo meu pai, Zenóbio Saraiva. Agradeço muito pelo carinho, amor e por toda a ajuda, desde que eu nasci, há 26 anos, até hoje.

 

Fotos: Google.

Rapidinhas – Wilson Falcão.

Por @Detachez

É com enorme prazer que venho postar um poema (letra de música), feito por um colega de sala da Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FapCom), do curso de jornalismo primeiro semestre, Wilson Falcão.

Wilson Falcão

Wilson Falcão

Uma lágrima no rosto
Esconde o brilho de um ideal
De um jeito diferente
Eles pensam que é legal

Queremos um lugar melhor para se morar
Queremos sair na rua para caminhar
Com toda a esperança vamos lutar
Para enfim, então, mudar

Chega de corrupção
Quem tem dinheiro tem sempre a razão
Vocês vão ter que ouvir
A verdadeira exclamação

Como podemos ficar assim
Nesse mundo sem atitude
Onde o rico se diverte
E o pobre só se ilude
Desse jeito não dá para viver
Por quê sempre foi assim?
A nossa lei é matar ou morrer
É sempre o pobre que merece o fim.

Perfil Facebook: [ https://www.facebook.com/wilson.falcao.54?fref=ts ]

Texto: Wilson Facão.
Introdução e revisão: Fernanda Saraiva.
Foto: Facebook.

Ressaca – Trotes!

Por @Detachez

Pós trote Fapcom

Essa foi minha primeira semana na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (Fapcom) e como não podia deixar de acontecer, rolou o temido trote aos calouros. Gosto mais deste termo do que o atual “bixos”, que os veteranos utilizam atualmente.

O trote nada mais é do que aquela bela zoação que os alunos antigos fazem com os novos, porém, nem sempre tudo é diversão. Existem histórias de brincadeiras que muitas vezes acabam em humilhação, e até em morte.

Quem não se recorda do fato que ocorreu em 1999 com o estudante de medicina da Universidade de São Paulo (USP), Edison Tsung Chi Hsueh, que foi encontrado morto em uma piscina, depois de ter sido obrigado a mergulhar sem sequer saber nadar.

Trote Fapcom

Um fato mais antigo ocorreu na Universidade Pontifícia Católica de São Paulo (PUC) em 1962, um aluno de medicina foi obrigado a entrar em um barril de água com cal, teve o corpo todo queimado, e acabou morrendo. A direção da faculdade proibiu os trotes após três anos do incidente.

Ainda recentemente, outros exemplos mostram a crueldade dos veteranos com os novos colegas. Por exemplo, este ano, alunos da Cásper Líbero amarraram um estudante de publicidade em um poste. Alunos da Anhembi Morumbi também fizeram a mesma coisa com uma aluna negra, e como não bastasse, ainda amarraram a boca da estudante.

Alunos do curso de jornalismo da Fapcom.

Alunos do curso de jornalismo da Fapcom.

O trote na Fapcom foi leve, com muita brincadeira, um quiz de perguntas e respostas valendo shots de bebida alcoólica, e muita tinta. E a exemplo de tentativa de mudança veteranos e calouros da USP, fizeram o “Trote Solidário”, cortando os cabelos para doar para crianças com câncer.

A ideia do trote é fazer com que os calouros queiram estar na universidade, lutar pelos seus ideais e fazer novos amigos. Mas como disse meu professor de sociologia Marco Moretto: “Sempre vai existir um grupo interessado naquele determinado assunto, e dentro deste mesmo grupo, pessoas com interesses diferentes. É aí que entram discussões, brigas e muitas vezes a violência”.

Trote Fapcom

Trote Fapcom

Então, sejamos humanos, mesmo porque um dia nós também teremos a oportunidade de brincar com novos alunos.

Texto: Fernanda Saraiva.
Fotos: Alunos Fapcom.

Arte Em Sampa – Grafite e estencil.

Por @Detachez

Grafite

Grafite

Não me canso de falar sobre grafite e estencil, porque é um modo de os artistas expressarem suas mágoas, sentimentos e toda a mágica que essa arte contém. Já escrevi sobre o assunto na Ressaca, contando mais detalhadamente sobre o assunto, e como todos estamos antenados sobre o que se trata, posso escrever com menos preocupação, porém vamos apenas relembrar.

Estencil.

Estencil.

O estencil é muito utilizado para politizar sentimentos de raiva, amor, pedidos, entre outras coisas, e sempre nos identificamos mais com ele, por ser mais difícil e um pouco mais chamativo, mais bonito de se ver. E hoje eu vou contar sobre um cantinho que já é muito especial para mim, fica na Vila Mariana zona sul de São Paulo, mais precisamente na rua Capitão Cavalcanti. Vou fazer faculdade de jornalismo lá, na Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FapCom) e quando fui entregar os documentos, me deparei com um lindo muro, cheio de grafite e de estencil. A pena maior é que o muro não tinha nenhuma assinatura, e assim ficou mais difícil reconhecer o artista.

De qualquer forma, fica aqui meu amor imenso pela arte que colore cada vez mais a São Paulo que não quer ser cinza.

Texto e fotos: Fernanda Saraiva {Spinelli Détachez}

Tá na moda – Formatura!

Por @Fernanda__Tozzi

Oi gente o assunto da coluna dessa semana foi um pedido mais que especial das meninas do meu curso de jornalismo e tive que atender. Teremos logo em breve nossa FORMATURA! Bem não vai ser aquela formatura clássica com todo aquele cerimonial mas é muito importante para nós, por isso a coluna dessa semana dará dicas de VESTIDOS para esse dia importante. Como não é uma formatura clássica você pode usar essas dicas para um casamento ou para uma festa bacana.

CONFORTÁVEL E DIVERTIDO.

1)      No look Vermelho, você tem um tecido bem levinho com um comprimento mullet esse estilo é para quem não quer marcar muito o corpo se sentir confortável e ainda sim linda.

2)      Já no Pretinho (que não é básico) temos um corte que é bom para quem tem um quadril largo e quer disfarçar. Combinado com acessórios bacanas você tem um look de arrasar.

3)      Já o Azul e Preto vai te dar uma impressão de mais magra. Acredite se quiser. Toda a atenção vai estar concentrada no centro do vestido e as laterais pretas diminuíram sua cintura e quadril, ótimo pra quem está um pouquinho acima do peso.

Foto: Forever 21.

Foto: Forever 21.

ARRASA CORAÇÕES:

1)      Quem foi que disse que para estar sexy tem que mostrar tudo? Aquela história de que quanto mais você cobre mais instiga a imaginação é verdadeira. Com esses recortes transparentes em pontos estratégicos você vai estar sexy sem ser vulgar! Hahaha

2)      De parar o transito vai?! Olha esse decote nas costas. O vestido é básico e sem detalhes, mas se souber usar com um cabelo bacana e uma maquiagem de arrasar tenho certeza que irá atrair todo os olhares.

3)      Floral também é noite! Esse peplum irá esconder sua barriguinha te deixar PODEROSA e com um ar de meiga! Acerto total.

Foto: Forever 21.

Foto: Forever 21.

ESTILO NOITE MEEEEEEEESMO:

1)      Nada melhor do que um longo em uma noite especial como essa, eu acho super digno você usar um longo afinal é sua noite. Esse é sem muitos detalhes, mas de novo o decotão das costas é o charme.

2)      Brilhos brilhos e mais brilhos. Com essa transparência então?! Babado na certa. Esse vestido tem um corte reto então fica bem em todo tipo de corpo. Não aconselho para quem é mais cheinha, porque SIM, paetê AUMENTA! Caso você não abra mão de um brilho, opte por ser maia discreta com um detalhe no colo, mangas ou barra!

3)      Esse recorte na lateral da barriguinha vai te ajudar a “perder” uns centímetros de cintura. Agora o que não pode é ficar pulando uns “pneuzinhos” por este recorte, se não fica MUITO feio.

Foto: Forever 21.

Foto: Forever 21.

Bom gente, eu acho que o mais importante é você se sentir confortável nessa noite, afinal ela é mais que especial. Mas sempre se lembrando do bom senso. Não adianta fazer a birrenta e só porque está na moda tal modelo ou cor que você vai insistir em usar. Use aquilo que te caia bem, que te valorize. Você TÊM sim uma parte bonita do corpo. Algumas vezes achamos que não, mas a dica é valorizar aquilo que gosta em você, e SEMPRE se sentir linda.

Lembrem-se que estar na moda é usar o bom senso em todas as ocasiões.

Beijocas.

Texto: Fernanda Tozzi.
Revisão: Spinelli Détachez.

Rapidinhas!

Vou falar hoje somente sobre um projeto que está rolando somente pela internet. Cursos online de jornalismo estão sendo oferecidos pelo “Énois”.

O intuito é incentivar a leitura crítica da mídia, auxiliando jovens que cursam o ensino médio a produzir seus próprios textos.

Jornalismo, a profissão do amor. ♥

Jornalismo, a profissão do amor. ♥

O projeto funciona através de vídeo aulas ministradas por professores e profissionais que trabalham na área.

O primeiro vídeo que fala sobre vídeo documentários está disponível gratuitamente.

Sobre o “Énois”.

Uma escola que relaciona educação e comunicação.

Maiores informações acessem o site: http://enoisconteudo.com.br/

Texto produzido por Spinelli Détachez.

Foto por Pedro Cidade.