Por aí, em SP.

Por @Detachez

Tag de uma parede no metrô Ana Rosa - Linha azul

Tag de uma parede no metrô Ana Rosa – Linha azul

Foto: Fernanda Saraiva

Anúncios

Coluna Política – Greve dos Metroviários.

Por @Detachez

A partir do dia 05 de Junho (daqui há três dias) o metrô em São Paulo vai parar. Isso mesmo, meu caro leitor, PARAR. Palavras que nunca deveriam estar juntas na mesma frase: metrô e parar de funcionar, mas cá estamos para comentar sobre.

Os metroviários querem aumento no salário, querem melhorias nos benefícios, ou melhor, querem não fazer mais nada, porque já fazem pouco, e ganhar mais por isso. Humildemente falando, mas os metroviários não devem fazer greve de nada, o metrô já não funciona mesmo, é um caos, e essa piada de “Transporte Padrão Fifa” é ridícula, desculpem-me, mas o padrão Fifa é óh: uma bosta!

Assembleia dos metroviários.

Assembleia dos metroviários.

Você simplesmente não sai do lugar, a plataforma é lotada e não respeitam o embarque preferencial. De acordo com a assembleia que foi feita na última terça (27/05), os funcionários desejam um aumento de 35,47% no salário, e o aumento do vale alimentação que, hoje é de R$ 247,69 para R$ 379,80. Adivinha quem vai pagar pela pizza mais uma vez? Você meu caro leitor, que usa o metrô diariamente para ir ao trabalho, que vai ter que, ou acordar mais cedo para pegar um ônibus (opção que muitas pessoas também pensarão), ou vão se foder esperando passar algum em que você consiga entrar. Nesse caso, não tem imparcialidade. Eu sinto repulsa dos funcionários do metrô, por que, mais uma vez nós vamos pagar o pato.

E que venha a Copa do Mundo, e que venham os gringos!!!!

Texto: Fernanda Saraiva.
Foto: G1.

Ressaca – Tutorial do transporte público!

Por @Detachez

O que mais me incomoda em utilizar o transporte público é a falta de bom senso que os usuários possuem. Vejamos alguns casos, por exemplo, não saber utilizar o trem e o metrô acontece em todos os cantos da cidade, porém, este post vem para tentar facilitar a vida dessas pessoas, para o caso de um dia você precisar sair da sua casa e ir para o outro lado da cidade sem sequer saber como o fazer. Vamos lá.

Em todas as estações há postos de atendimento nos quais você pode se informar e ainda pegar um mapa com todo o sistema metroviário. Além disso, há placas sinalizando todo o trajeto, facilitando a localização, e posso dar como exemplo o fato de as estações marcarem um “Você está aqui”, nos mapas espalhados pela estação.

Metrô SP. Foto Google.

Metrô SP. Foto Google.

Todas as estações possuem uma SSO, que é um ponto de encontro e também um meio de comunicação, pois lá podemos comunicar ao amigo ou parente o local em que estamos, em caso de desencontros. Vale ressaltar que, em caso de encontros, cabe combinar antes o local para evitar que se percam, pontos de referência, tais como a SSO, o mezanino da estação, elevadores, bloqueios de transferência para Metrô e CPTM, catracas de entrada e saída, banheiros, e etc.

O uso das escadas rolantes também vale a pena lembrar que, mesmo querendo conforto, o lado esquerdo foi feito para a passagem dos passageiros. Tudo bem que estes possuem opção da escada normal, que “obriga” a movimentação total, mas a escada rolante é um modo de acelerar o processo de baldeação, e por este motivo deve haver o respeito e a liberação do lado esquerdo da escada. O mesmo serve para as esteiras, localizadas por exemplo na estação Consolação (linha verde do Metrô) / Paulista (linha amarela da ViaQuatro).

Assim, facilitamos a vida de quem não tem pressa e evitamos acidentes para os apressadinhos. Beijos galera.

Texto: Fernanda Saraiva.

Ressaca – Cultura no transporte público.

Por @Detachez

Poucas pessoas sabem que o transporte público, referindo-se da CPTM e Metrô/Via Quatro são patrimônios do estado de São Paulo, criados para facilitar a mobilidade urbana e ligar cidades muito longes, uma das outras. Portanto algumas das estações são verdadeiros monumentos públicos, que contam um pouco da história da cidade, mesmo antes da criação da CPTM.

Por exemplo, a estação Luz da CPTM, é uma obra de arte com sua estrutura antiga, tem até um relógio antigo, que recentemente parou de rodar, mas o problema foi logo resolvido. Além do prédio em si, a estação trás, por dentro, fotos da cidade como era antigamente, e fotos de pessoas que fizeram a história da criação da CPTM.

Mural da estação Luz da CPTM.

Mural da estação Luz da CPTM.

Outra estação que conta um pouco da história é a Sé, linha vermelha do metrô. A estação que recebe mais de um milhão de pessoas por dia, mostra fotos da cidade, assim como a estação Anhangabaú, que possui obras de arte de artistas que colorem mais a cidade.

Existem muitas estações que contam um pouco da história de cada cidade, de acordo com a localidade, em Carapicuíba há uma exposição sobre um espaço em Osasco, vale muito a pena conferir. Na Barra Funda também há outra exposição contando um pouco da história da cidade.

Sendo assim, vale a pena olhar o que tem pelas estações quando fazemos as viagens, pois simples detalhes podem mudar nosso dia. Assim como mudam os meus.

Mais informações sobre a CPTM acesse aqui.

Texto e foto: Fernanda Saraiva {Spinelli Détachez}.

Estação Cultura.

Já faz um tempo que o Metrô começou com a cultura em suas estações. Dentre as atrações, existem tours pela cidade, utilizando o próprio Metrô, fotos da antiga São Paulo dos anos 30 e 50 e homenagens a cidade, das formas mais doces e lindas.

Exposição do Metrô República.

Exposição do Metrô República.

Hoje, porém, venho colocar em holofote a exposição que abrange São Paulo em poesia, música, contos e quadrinhos. Isso mesmo, quandrinhos. A estação República* do Metrô, linha dois vermelha e linha quatro amarela da Via Quatro, abriu um espaço no piso abaixo do bloqueio de saída da estação, para expor em 11 figuras, sendo a primeira uma explicação da história e o restante imagens em quadrinho, contando a história de fato.

Vale ressaltar que a história é incrível, contando o cotidiano de uma pessoa, que anda pelas ruas de São Paulo, e ainda utiliza o metrô para se locomover a grandes distancias. Só vendo de perto para conferir. Vou postar algumas fotos e a história completa na página do blog no Facebook. (Ao lado temos uma caixinha de “curtir”).

Exposição do Metrô República.

Exposição do Metrô República.

*Estação República: Localizada na Rua do Arouche, 24 a estação da linha dois vermelha do Metrô e da linha quatro amarela da Via Quatro funciona de domingo a sexta das 04h às 00h25 e aos sábados das 04h às 01h tem espaço amplo de 39.050 m², com capacidade para comportar até 80.000 passageiros/hora/pico. Teve sua inauguração em 24/04/1982. Na estação encontramos: acesso para pessoas portadoras de deficiência, balcão de informação, elevadores, sanitários (do lado de fora do bloqueio) e caixa de sugestão.

Spinelli Détachez.