Texto: “Musical: O Homem de La Mancha”

Mayara Moreno

O músical inspirado na obra de Miguel de Cervantes “Dom Quixote” de 1605, que trata-se de um velho fazendeiro que possui o costume de ler romances de cavalheiros, após perder a razão, decide imitar seus herois favoritos e sair por ai a cavalo em companhia de seu amigo Sancho Pança, que via a vida da forma realista, diferente de Dom, os dois embarcam em diversas aventuras, que tristemente sempre são desmentidas pela vida.

Com sucesso, a obra torna-se base para um músical, estreado na Broadway em 1965 tendo o nome de “O Homem de La Mancha”, atingiu o número de 2.329 apresentações sendo vencedor de 5 prêmios.

Em 1972 chega ao Brasil a adaptação do músical, sendo apresentada no Teatro Municipal de Santo André e dirigida por Flávio Rangel tendo participação, também, na produção do texto junto a Paulo Pontes. Quanto a parte músical, que foi adaptada para o português, Chico Buarque de Holanda e Ruy Guerra assinaram as versões. A baixo tem a “The Impossible Dream”, classico da Broadway interpretada por Chico Buarque e Bethania em português.

Em 2014 o teatro do Centro Cultural FIESP, na Av. Paulista, recebeu uma nova adaptação do músical, dirigida por Miguel Falabella. Com inspiração do artista Arthur Bispo do Rosário, Miguel transforma a peça, ambientando-a num manicômio brasileiro no final dos anos 30. O músical já foi visto por mais de 100 mil pessoas em pouco mais de 200 apresentações.

O artista sergipano Arthur Bispo do Rosário, falecido em 1989, marinheiro, diagnosticado com esquisofrênia-paranoica, viveu 50 anos de sua vida internado no sanatório para doentes mentais Colônia Juliano Moreira no Rio de Janeiro, onde se encontra um museu em sua homenagem chamado Museu de Arte Contemporânea Arthur Bispo do Rosário. Durante todos seus anos no local, Arthur acreditou que sua missão de vida era apresentar a Deus o mundo e suas coisas, incentivando-o assim a produzir bordados contendo imagens e escritas, mumificou objetos com linha azul descolorida, construiu paineis de seriação de objetos do cotidiano em composições abstratas. Infelizmente seu talento artístico foi reconhecido poucos anos antes de sua morte, porém hoje museus do mundo inteiro já exibiram suas artes, incluido o Brasil que com frequência tem exposições.

Foto: www1.folha.uol.com.br

Foto: www1.folha.uol.com.br

Aqui vai algumas informaçoes importantes:

Local: Teatro do Sesi. Av. Paulista, 1313 – Bela Vista, São Paulo – SP.
Temporada: 14 de janeiro a 28 de junho de 2015 Horarios: Quarta a sexta, às 21h | Sábados, às 17h e às 21h | Domingos, às 19h.
Classificação indicativa: 10 anos Ingressos: gratuitos para a temporada de 2015 reservados online acesse AQUI a partir do dia 10 de janeiro.

– apresentações entre dias 1º e 15 do mês, reservas on-line liberadas dia 25 do mês anterior – a partir das 8h. – apresentações entre dias 16 e 31 do mês, reservas on-line liberadas dia 10 do mesmo mês – a partir das 8h.

Ingressos remanescentes são distribuídos nos dias das apresentações, a partir do horário de abertura da bilheteria (de quarta a sábado, das 13h às 21h; e aos domingos, das 11h às 19h30)

Para mais informações, acesse AQUI.

III Bienal Internacional Graffiti Fine Art

Por Mayara Moreno.

O graffiti é o tipo de arte urbana mais criminalizado pela sociedade, que ironicamente pode ser visto a cada esquina que você cruza na nossa grande cidade cinza e que cada vez mais tem ganhado reconhecimento pelo mundo a fora, em muitos países grafiteiros brasileiros são convidados a viajarem e prestigia-los com sua arte. Aqui no Brasil, ainda precisa-se muito para chegar a esse ponto, já que infelizmente esse tipo de arte só é reconhecida por grande parte da sociedade quando se encontra sob galerias de arte ou alguma exposição. Sim, esse tipo de trabalho com certeza é muito importante para os artistas em questão, mas uma forma de expressão tão pura e com o gostinho brasileiro que muitas vezes explicita problemas sociais e políticos com formas que não precisam ter nada escrito para passar a mensagem do grafiteiro, deveria ter seu devido respeito.

Atualmente, esta acontecendo a III Bienal Internacional Graffiti Fine Art, reunindo pinturas com spray, estêncil e pinceis em paredes e murais. Pode-se ver também instalações esculturas e videoarte.

São 63 grafiteiros, sendo 11 estrangeiros de países como Estados Unidos, Alemanha, França, Italia, Chile, Peru e Japão. Sendo eles conhecidos ou não, antigos no grafiti ou não.

A primeira edição da Bienal aconteceu em setembro de 2010. Este ano sendo exibida no prédio do Pavilhão da Cultura Brasileira, arquitetado na década de 50 por Oscar Niemeyer.

O intuito do projeto é passar ao publico o que o grafiti é, uma arte, mostrando suas técnicas e suas mensagens com mais “calma” e excluindo o cenário da rua.

III Bienal Internacional Graffiti Fine Art

De 18 de abril a 19 de maio

Horário: Terças das 10h às 21h; Quarta a domingo das 10h às 18h Local: Pavilhão das Culturas Brasileiras, Parque do Ibirapuera – Rua Pedro Álvares Cabral, s/n. São Paulo – SP. Preço: Entrada gratuita.

“2 mostras de arte que você não pode perder!”

Por Mayara Moreno

•    Picasso e a Modernidade Espanhola.


A exposição realizada no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo (CCBB), trás cerca de 90 obras de Picasso e mais 42 artistas espanhóis. O intuito é mostrar a influencia de Picasso diante da arte moderna espanhola, seu percurso artístico e a relação com grandes mestres das artes como Gris, Miró, Dalí, Domínguez, Tàpies.
As obras vieram diretamente do museo nacional Centro de Arte Reina Sofía que se encontra em Madrid.
Devido a grande quantidade de publico,  as filas para visitação da mostra tem sido muito extensa e de período longe, com isso o CCBB organizou uma equipe educadora que realizara intervenções artistas com participação do publico da fila. O conteúdo das intervenções terão relação com a mostra, surge na fila um toureiro, uma dançarina de flamenco, o pai do pintor e Marie Thérèse, uma das mulheres de Picasso, (interpretada por atriz convidada), que conta a sua história e de outras musas do artista.
Há ainda opções para os visitantes cegos ou com baixa visão, por meio de peças táteis, que reproduzem de forma tridimensional obras do mestre do cubismo, um espelho Cubista, em que o visitante pode se ver como uma obra da exposição; transparências gigantes, que permitem transportar obras de Picasso para o cenário do centro de São Paulo; jogos em que as crianças precisarão buscar peças que formam quadros do artista; contações de histórias com bonecos.

Site para maiores informações AQUI.

Informações importantes:
Exposição gratuita de 05 de março até 08 de junho de 2015.
Horário de funcionamento: De quarta a segunda das 9h ás 21h.
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo – CCBB
Rua Álvares Penteado, 112 – Centro São Paulo
Próximo a Estação Sé (Metrô – Linha 1 Azul e Linha 3 Vermelha).
Telefone: (11) 3113-3651 / (11) 3113-3649.

•    Volpi – Uma Homenagem

A exposição traz retrospectiva com 23 obras em têmpera sobre tela, cinco delas nunca expostas. A exposição é resultado de quatro anos de busca por obras de grande relevância do artista, disponíveis para a venda, nas melhores coleções privadas do país.
O projeto expográfico é de Pedro Mendes da Rocha e Paulo Venâncio Filho assina o texto do catálogo. As obras que nunca foram exibidas, e que poderão ser conferidas na retrospectiva, abarcam as três fases mais importantes do artista. São elas uma marinha de Itanhaém do final da década de 30, uma fachada de casas da década de 50, um São Benedito e uma Santa Luzia do início dos anos 60, além de uma composição de bandeirinhas do final dos 60.

Informações importantes:
Exposição gratuita de 30 de março até 8 de maio.
Horário de funcionamento: De segunda a sexta das 11h ás 18h.
Local: Paulo Kuczynski Escritorio de Arte
Alameda Lorena, 1661 – Jardim Paulista – São Paulo.
Telefone: (11) 3064-5355.

Sorveteria Ben & Jerry’s

Por Mayara Moreno.

Sabe aqueles potes de sorvete bonitinhos que possuem a ilustração do desenho “Tom e Jerry”? Então, esses sorvetes chegaram ao Brasil, em outubro de 2014, junto a uma loja na Oscar Freire. A empresa de sorvetes estadunidense oferece sabores super diferentes e com nomes divertidos também homenageando astros do rock, a um preço acessível comparada ao produto e a outras empresas de sorvete aqui no Brasil.

Diferente do que parece, a loja possui uma origem humilde e é a favor da sustentabilidade, deixando isso bem a mostra em suas propagandas e no processo de fabricação dos sorvetes.

Os amigos Ben e Jerry, tiveram a iniciativa de abrir sua primeira sorveteria após um curso por correspondencia de apenas 5 dólares em 1978, em um posto de gasolina recém-reformado em Burlington, em Vermont, Estados Unidos. No ano seguinte no aniversario de um ano da loja, para promover a sorveteria, criaram o “Free Cone Day”, um evento que distribui casquinhas de sorvete gratuitas. A partir dai a empresa foi crescendo mais e mais até obter franquias pelo mundo todo, sorvetes de meio litro em super mercados, e vans ambulantes no pais de origem que distribuem casquinhas.

Com tanto sucesso, os amigos decidiram fundar uma organização que possui o mesmo nome de sua sorveteria com o intuito de doar 7,5% do lucro anual das vendas para projetos sócias.

Bem, toda essa historinha é para dizer que, apesar de possuir apenas duas lojas no Brasil, localizadas em São Paulo, sendo elas na Oscar Freire e dentro do Shopping Morumbi, também haverá “Free Cone Day” aqui, no dia 14 de abril, terça-feira, o evento já possui página no Facebook e acontecera o dia inteiro.

Aqui vai os endereços e horários certinho para você anotar e não se esquecer:

Free Cone Day Oscar Freire Horário: Das 12h às 21h Endereço: Rua Oscar Freire, 957 – Jardim Paulistano

Free Cone Day Morumbi Horário: Das 10h às 21h Endereço: Morumbi Shopping – Av. Roque Petroni Júnior, 1089

Site para mais informações sobre a sorveteria e seus projetos: ACESSE AQUI.

Arte em Sampa – TAGS.

Por @Detachez

Já levantei esta discussão em um post antigo do blog, do nosso primeiro ano que pode ser lido AQUI. Sei que muitos discordam, mas eu adoro um canetão e uma parede branca. Confesso que, acho as tags uma das coisas mais criativas do mundo cultural que o grafite nos oferece, porque é uma forma única de expressar a si próprio, visto que não há como copiar a tag alheia.

Sendo assim, lancei uma em uma porta de banheiro na estação do metrô Sé. #AMEI! :*

Texto e foto: Fernanda Saraiva.

Arte em Sampa – Arte no Metrô.

Por @Detachez

A estação da linha azul do metrô paulista, São Bento, recebe uma pequena exposição, no mínimo inusitada. Noemada “Die Fliegen – As Moscas”, a expo mostra fotos de várias espécies de moscas em pratos de isopor. As fotos são de tamanho variado.

Vi isso por acaso, quando me perdi na estação Sé. Vale a pena dar uma olhada nas mosquinhas (risos).

Texto e fotos: Fernanda Saraiva.

Arte em Sampa – IV Seminário de Filosofia e Cultura.

Por @Detachez

Promo Seminário.

Promo Seminário.

A Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM), situada na Vila Mariana,  receberá nos dias 23 e 24 de abril um seminário sobre Filosofia e Cultura, para discutir o pensar do saber e ser contemporâneo.

O evento visa ministrar duas palestras, e dois debates. Para participar, os interessados devem se inscrever pelo site da faculdade. Vale a pena participar das discussões que contarão com professores e alunos.

PROGRAMAÇÃO.

 

 

Dia/hora

 

23/04/2014

 

24/04/2014

Das 14h às 16h

Oficinas de apresentação dos trabalhos desenvolvidos por alunos e professores.

 

 

Das 16h às 16h30

 

Intervalo

 

 

Das 16h30 às 18h

Palestra | Educação e Novas Tecnologias

 

 

Das 18h às 18h30

 Intervalo

 Intervalo

Das 18h30 às 20h

Apresentações de Comunicações de Alunos da Graduação.

Debate | Do Louvor ao espanto digital: a filosofia é necessária para pensar o ciber mundo?

Das 20h às 22h

Debate | O problema da Imagem na Educação.

 

Palestra | Filosofia, Tecnologia e Responsabilidades.

 

Serviços.

Rua Major Maragliano, 191 – Vila Mariana, São Paulo – SP, 04017-030.
Telefone: (11) 2139-8500. Próximo ao metrô Vila Mariana (linha azul) e Ana Rosa (linhas azul e verde).

Inscrições: http://www.fapcom.edu.br/especial/IVSeminariodeFilosofiaeCultura#board

Texto: Fernanda Saraiva.
Foto: Site Fapcom.